Judiciário em greve dia 18 de maio


Por Marcela Cornelli

Federais aprovam greve para 10 de maio. Polícia Federal continua em greve. Previdência para hoje. Reunião Ampliada da Fenajufe avalia que, para Judiciário melhor data é 18 de maio. Todos juntos por Política Salarial, Reposição das Perdas salariais, Paridade para Aposentados e CONTRA REAJUSTE ZERO

A data de dez de maio aprovada na Plenária Nacional de sábado, para início da greve dos SPFs foi acordada entre as entidades como referencial. Ocorre que muitas categorias já estão em greve ou estarão entrando antes desta data.

O importante foi que todos reafirmaram a unidade em torno das bandeiras de luta unificadas que são reposição das perdas históricas (127%), reajuste emergencial com base na garantia constitucional reconhecida pelo STF a partir de 1998 (51%), Abertura imediata de discussão sobre Plano de Carreira para os SPFs, Paridade entre ativos e aposentados e incorporação de todas as gratificações ao salário. Assim, até meados de maio, a maior parte dos SPFs já estará em greve.

Na Reunião Ampliada da Fenajufe, realizada sábado, os sindicatos e a direção da Federação avaliaram a mobilização do dia 14 e concluíram que é possível e necessária a greve no Judiciário. Quanto à melhor data para iniciar o movimento paredista contra o reajuste zero, levou-se em consideração a necessidade de pelo menos duas semanas após o Congresso da Fenajufe que termina em 2 de maio, para colocar a categoria no ponto em todo o país. Os principais estados, como RS, SP, RJ, MG, BA, PE e DF manifestaram a firme disposição de entrar na luta e os demais garantiram que é possível e urgente a entrada do Judiciário na greve.

Diante dessas análises, foi aprovado o indicativo do dia 18 de maio para início do movimento o qual será levado ao Congresso da Fenajufe que ocorre semana que vem, com a presença confirmada de 369 delegados eleitos em todo o país.

A Reunião Ampliada aprovou também o indicativo de que no dia 10 de maio o Judiciário e o MPU farão paralisação de 24 horas nos Estados para marcar o início da greve dos SPF´s.

A Federação ressaltou que a indicação do dia 18 é para que haja tempo, depois do Congresso, dos sindicatos realizarem assembléias e debates com a categoria. “Para garantir um reajuste também para nossa categoria, nós temos o dever de trazer o Judiciário e o MPU para o movimento unificado dos federais, que não se restringe a apenas um dos poderes, no caso o Executivo”, ressaltou o coordenador da Federação Adilson Rodriques.

A Fenajufe está orientando os sindicatos nos estados para que todos comecem a fazer desde já a discussão com a categoria sobre a deflagração da greve no dia 18. No Congrejufe, serão acertadas, com mais precisão, as estratégias para a deflagração da greve da categoria, como data da rodada de assembléias, manifestações e a articulação para a instalação dos comandos estaduais de greve com as demais categorias do funcionalismo federal.

Da Redação com informações da FENAJUFE