Hoje é dia de Ato em Florianópolis pela rejeição da reforma da Previdência


Por Marcela Cornelli

Hoje temos mais um compromisso na defesa da Previdência Pública e contra a retirada de direitos como o desconto dos inativos, a quebra da paridade e o fim da integralidade, todos ameaçados na reforma da Previdência que está em tramitação no Senado. Em todo país estarão sendo realizados atos neste Dia Nacional de Protestos contra a aprovação da reforma da Previdência. A manifestação foi aprovada na última Plenária Nacional dos SPF’s, no dia 11 de outubro. Os servidores federais decidiram retomar as atividades de mobilização para tentar barrar a proposta que visa a retirada de direitos dos trabalhadores e a entrega da Previdência Pública para os fundos de pensão. Os servidores do Judiciário Federal deverão participar dos atos em vários estados, juntamente com outras categorias do funcionalismo público.

Aqui em SC, os servidores públicos federais, estaduais e municipais farão hoje um Ato Conjunto, às 16h, na Esquina Democrática no centro de Florianópolis. O objetivo é realizar um protesto para que os senadores votem contra a reforma da Previdência que está em fase de tramitação no Senado, onde está previsto o início das votações no Plenário da Casa até o dia 28/10, próxima terça-feira.

Os servidores do Judiciário Federal em SC também vão participar
No TRT, será realizado arrastão nas salas e concentração em frente ao Tribunal às 15h30min. Do TRT vamos passar pelo TRE e pela Justiça Federal para irmos todos juntos à manifestação. A presença de todos é fundamental para que possamos dar visibilidade ao Ato e para que os senadores vejam que suas bases nos estados estão descontentes com o rumo da tramitação no Senado até o momento e que poderão responder a este descontentamento nas urnas no ano que vem.

Antes do ato, desde o início da manhã desta quinta, dirigentes sindicais estão na Esquina Democrática coletando assinaturas para um abaixo-assinado a ser entregue à Senadora Ideli Salvatti pedindo que ela vote contra a reforma da Previdência no Senado. O SINTRAJUSC ficou responsável pela coleta de assinaturas das 9h às 11h.

Da Redação