Greve dos previdenciários continua


Por Marcela Cornelli

A greve dos servidores da Previdência completa 14 dias hoje. O comando nacional do movimento adiou a resposta ao governo sobre a proposta de reajuste salarial apresentada na semana passada. O diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência no Distrito Federal, João Torquato, garantiu que, hoje à tarde, o comando da greve estará reunido em Brasília e todos os líderes do movimento nos estados vão se manifestar a respeito da proposta. “Dessa forma, somente amanhã (5 de maio) nós teremos fechado um posicionamento. A perspectiva é de que a greve seja mantida”, afirmou.

A proposta do governo para encerrar a greve foi entregue na quinta-feira passada (29/4) e está em avaliação pelos servidores do INSS.

Segundo João Torquato, entre as reivindicações estão o aumento dos percentuais de gratificação de desempenho de 60% para 80%, a revisão da paridade entre os servidores da ativa e os inativos, além da avaliação de desempenho institucional e coletiva, a incorporação de todas as gratificações, a inclusão dos servidores na carreira do Seguro Social e o retorno do excedente do PCCS de 47,11% como vantagem pessoal e não judicial.

Fonte: Agência Brasil