Greve começa segunda em semana decisiva


Começa na segunda-feira a Greve por reposição salarial, conforme decisão de Assembleia no dia 22, na Justiça Federal. A orientação é que os servidores se reúnam nas suas Unidades em todo o Estado e deliberem sobre a forma de adesão ao movimento. A subseção judiciária da Justiça Federal em Criciúma já decidiu, em reunião nesta quinta-feira, paralisar nos dias 27 e 28 de junho (segunda e terça-feira) das 15 às 16 horas. 
Nesta segunda-feira, às 14h30, o assessor econômico do Sindicato, Washington Luiz Moura Lima, estará na Justiça Federal para fazer debate com os servidores sobre a "Questão Orçamentária no Judiciário". Às 15 horas inicia a Assembleia. 
A semana promete muita movimentação em Brasília, com a sessão da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado agendada para terça-feira, 28. A indignação dos servidores é grande, especialmente em relação ao Supremo Tribunal Federal (STF), que não havia anexado ao projeto de reposição salarial (PLC 29/2016) as estimativas dos efeitos financeiros acompanhadas da memória de cálculo. Isso complicou, terça-feira passada (21), a apreciação do projeto na CAE.  
A Fenajufe foi informada que o Tribunal tem até hoje para remeter à CAE as estimativas de gasto apontadas pelo relator. Parte do trabalho, referente à Justiça Federal e aos Tribunais Regionais Federais, foi enviada ao Diretor Geral do STF, Amarildo Vieira, segundo confirmou à Fenajufe a Secretária-Executiva do Conselho da Justiça Federal, Eva Maria Ferreira Bastos.
O senador Jorge Viana (PT-AC), relator do PLC 29/2016 na CAE, divulgou ainda na terça uma nota em sua página no Facebook a respeito do projeto de reposição salarial dos servidores do Judiciário Federal. Na nota, ele compromete-se, caso o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o STF enviem os documentos solicitados, a pautar o projeto na CAE na próxima terça e, sendo aprovado, trabalhar pela votação no mesmo dia no Plenário do Senado. Viana exerce atualmente a função de vice-presidente da Casa.
Mas é fundamental que a categoria continue desconfiando de promessas que, até agora, têm se mostrado vãs. Parlamentares dos mais diversos segmentos e partidos, juntamente com o STF, têm utilizado a categoria como moeda de troca em suas mais variadas negociatas. O Supremo, descontente com a possibilidade de não ver o reajuste da magistratura aprovado, também volta a criar problemas para a reposição salarial dos servidores, 
Essas práticas só demonstram que precisamos pressionar ainda mais pela reposição salarial. Por isso o Sindicato conclama os servidores a se organizarem em seus locais de trabalho e aderir à Greve nesta semana decisiva para garantirmos reposição ainda em 2016. Com informações da Fenajufe
 
AGENDA DA GREVE
 
Segunda-feira
 
14h30 – Assessor econômico do Sindicato, Washington Luiz Moura Lima, estará na Justiça Federal para fazer debate com os servidores sobre a "Questão Orçamentária no Judiciário". 
 
15h – Assembleia na Justiça Federal (avenida Beira-mar Norte)
 
Terça-feira
 
Passagem nos setores e vigília ao longo do dia para acompanhar a Sessão na CAE e no Plenário do Senado
 
15h – Assembleia na Justiça Federal (avenida Beira-mar Norte)