Ginástica laboral: 2 + 2 = 5?


No boletim de sexta, 23, o SINTRAJUSC afirmou que pelo menos 22 Varas do Trabalho ficaram sem ginástica laboral depois das mudanças. Também na sexta, circulou o boletim interno do TRT , “In Vigilando”, afirmando que apenas 9 ficaram de fora (o que já seria injustificável, diga-se de passagem). ERRAMOS. O número utilizado pelo Sindicato foi obtido através de um cálculo aritmético simples a partir de dados divulgados pelo TRT. Em comunicado assinado pelo diretor do SASER, em 15 de julho, o TRT publicou a lista com as unidades judiciárias “que serão contempladas com a Ginástica Laboral”. Na lista constam 31 Varas do Trabalho dentre inúmeros outros setores. Como existem 54 Varas em SC, fizemos uma subtração básica e, a menos que a matemática tenha mudado nas últimas semanas, 54 – 31 = 23.

De fato erramos, assumimos aqui nosso erro e pedimos desculpas aos leitores. Pelos dados do SASER, não são 22 varas sem ginástica, como constou no boletim de sexta, mas 23. Muito longe ainda das 9 divulgadas pelo In Vigilando. Parece que o diretor do SASER passou para a Ascom um número diferente do que havia divulgado anteriormente. Afinal, qual é o número certo? Qual é o tamanho real do prejuízo à saúde dos servidores?

PS.: Esta é a lista de VTs que terão Ginástica Laboral, divulgada no comunicado do diretor do SASER em 15/07, para que nos ajudem a contar: 1ª de Chapecó, 1ª de Criciúma, 1ª de Tubarão, 1ª de Florianópolis, 1ª de Joinville, 1ª de Lages, 2ª de Chapecó, 2ª de Florianópolis, 2ª de São José, 2ª de Criciúma, 2ª de Jaraguá do Sul, 2ª de Joinville, 2ª de Lages, 2ª de Rio do Sul, 3ª de Blumenau, 3º de Itajaí, 3º de São José, 3º de Criciúma, 4ªde Blumenau, 4ª de Criciúma, 4ª de Florianópolis, 6ª de Florianópolis, 7ª de Florianópolis, Canoinhas, Concórdia, Curitibanos, Indaial, Joaçaba, Mafra, São Miguel d´Oeste e Videira. Salvo melhor juízo, são 31 de um total de 54, o que deixa 23 VTs de fora.