Esta quinta (25/11) é Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres


Por Imprensa

A partir de amanhã (25/11), Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, serão realizados durante 16 dias eventos culturais – como peças teatrais e lançamentos de livros – por todo país que incentivem denúncias de atos violentos.

A campanha “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres” foi lançada hoje em sessão solene no plenário do Senado, presidida pela senadora Serys Slhessarenko (PT-MT).

Segundo a parlamentar, “a cada 15 segundos temos um processo de violência contra a mulher brasileira”. Por isso, acrescentou, “estamos formulando várias leis, que vão desde aquelas que se referem à saúde até aquelas que não permitem a violência contra a mulher”.

A senadora lembrou estatísticas que estimam em 14,6% do Produto Interno Bruto (PIB) da América do Sul e Caribe o custo da violência doméstica, devido às faltas de mulheres agredidas ao trabalho. O prejuízo no Brasil é da ordem de R$ 100 bilhões anuais.

A campanha é realizada desde 1991, em cerca de 130 países. No Brasil, o trabalho se concentra no fortalecimento da auto-estima da mulher para sair das situações de violência e adota o slogan “Uma vida sem violência é um direito das mulheres”.

Fonte: Agência Brasil