Eleições esvaziam o Congresso


No mês de julho, em razão das eleições de outubro, exceto o funcionamento da CPMI das Sanguessugas, será marcado pelo esvaziamento do Congresso. A constatação não é novidade em período eleitoral, mesmo não estando o Legislativo oficialmente em recesso por não ter votado a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2007.
Até mesmo os esforços concentrados agendados para as primeiras semanas de agosto e setembro serão marcados por uma baixa atividade legislativa. Os 498 deputados federais e os 50 senadores que estão disputando cargo eleito em outubro estão em plena campanha e dificilmente deixarão seus estados para vir à Brasília votar alguma matéria no Congresso.
No Parlamento, portanto, essa semana, foi intensa apenas na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Sanguessugas, que apura o desvio de recursos públicos destinados à compra de ambulâncias. O colegiado conseguiu autorização do STF para divulgar os nomes dos parlamentares que estão sob investigação. Os nomes dos deputados e senadores podem ser consultados na página do DIAP (www.diap.org.br).

Fonte: Diap