Delegados de SC representam categoria na Reunião Ampliada e Plenária dos SPF´s


Por Marcela Cornelli

Para representar os servidores do Judiciário Federal de SC na Reunião Ampliada da FENAJUFE, que acontece hoje em Brasília, e para a Plenária dos SPF´s, que será realizada amanhã, dia 16, foram eleitos, na última Assembléia Geral, os companheiros: Caio Teixeira, Angela Albino, Lúcia Haygert, Elacy Presser, Denise Pauletto.

Na Assembléia, os servidores do Judiciário Federal de SC também referendaram os eixos da Campanha Salarial aprovados na última Plenária dos SPF´s de Reposição das perdas históricas, reajuste emergencial reconhecido pelo STF, desde 1998, Estabelecimento de uma política salarial permanete de reposição de perdas e estabelecimento imediato de Diretrizes para plano de carreira dos servidores públicos.

Diante das propostas do governo, apresentadas na última reunião da mesa nacional de negociação, a Assembléia se manifestou no sentido de manter a reivindicação de reajuste linear e rejeitar qualquer tipo de abono ou gratificação de desempenho ou, ainda, qualquer proposta que exclua os aposentados.

Foi aprovada também a proposta de realização de um Dia Nacional de Luta com paralisações para o lançamento simultâneo da Campanha Salarial nos Estados. Esta atividade deve ocorrer, de preferência, uma semana após o Lançamento Nacional, previsto para o dia 17.

Outro tema importante em discussão foi a Reforma sindical. A categoria se posicionou por unanimidade pela rejeição à reforma sindical proposta pelo Fórum Nacional do Trabalho, bem como pela retirada imediata da CUT do FNT e a abertura de discussões nas bases dos trabalhadores sobre a reforma sindical, pois até agora, nenhuma categoria se manifestou sobre o assunto.

Neste sentido, a assembléia propõe também que, no dia do lançamento da campanha nos estados, durante as paralisações, sejam realizados debates sobre a Reforma Sindical.

Quanto ao indicativo de greve, diante dos informes da última Reunião Ampliada, a assembléia deliberou que, se a próxima Reunião Ampliada da Fenajufe avaliar que não é possível deflagrarmos a greve neste momento, seja aprovado um calendário de mobilização para o Judiciário com paralisação nos estados, como forma de aferir e preparar a mobilização.

Da Redação