Coordenadores discutem assistência médica no TRT


Na semana passada e no dia 23, segunda-feira, o Coordenador do SINTRAJUSC Paulo Koinski esteve em Balneário Camboriú e Itajaí, Blumenau e Brusque, para conversar com os servidores sobre a assistência médica no TRT. Koinski e o Coordenador Luiz Severino Duarte também foram a Joinville e Jaraguá do Sul. O diretor da Região do Planalto, Robak José Barros, da Região Sul, Luciana de Souza Cechinel Bez Batti, e Região do Vale, Edmilson Silva da Rosa, acompanharam a atividade nas cidades onde trabalham, Criciúma (Robak e Luciana) e Blumenau (Edmilson).

O SINTRAJUSC promove Reunião Ampliada no dia 4 de abril, sábado, às 14 horas, na sede do Campeche, na Capital, para discutir o Plano de Saúde do TRT. A iniciativa, para a qual os trabalhadores estão convidados, se deve às constantes solicitações que o Sindicato recebe dos servidores da Justiça do Trabalho, em especial os lotados no interior do Estado. Estarão presentes o Assessor Econômico do SINTRAJUSC, Washington Luiz Moura Lima, e o representante dos servidores junto ao GEAP,  Henrique Jacinto de Oliveira.

O economista Washington forneceu dados preocupantes em relação aos investimentos orçamentários em assistência médica na Justiça do Trabalho em Santa Catarina. Ele comparou os dados com os demais 23 TRTs e analisou o orçamento de 2008. O resultado foi o seguinte:

 

O TRT12:

1- Tem o segundo PIOR orçamento MÉDIO LIQUIDADO** até 28/12/2008 por servidor;

2- Tem o terceiro PIOR orçamento MÉDIO AUTORIZADO* por servidor da Justiça do Trabalho;

3- Tem o sexto PIOR orçamento MÉDIO LIQUIDADO por beneficiado*** da Justiça do Trabalho;

4- Apesar de todos esses problemas, liquidou apenas 66,67% do orçamento até 28 de dezembro passado, quando a JT, em média, já havia liquidado 91,42%;

5-A dotação inicial para 2009 será menor que a de 2008;

6-O per capita da Justiça Federal é de R$ 90,00, enquanto no TRT12 é de R$ 45,00.

 

*Orçamento Autorizado – são os montantes disponíveis para serem utilizados

**Orçamento Liquidado – são os montantes que foram executados, restando, em alguns casos, apenas o pagamento

***Beneficiados – inclui os servidores e dependentes

Fonte: COOF/CD, CONORF/SF e PRODASEN

 

Estes dados são preocupantes, mas o mais grave é que poucos servidores no interior do Estado são usuários do Plano de Saúde do TRT, pois a maioria já optou por outros planos, seja através do SINTRAJUSC ou outras adesões. Isso custa caro para os servidores que recorrem a esses meios sem a contrapartida do TRT12, já que os Tribunais do Trabalho têm dotação específica para o benefício.

Por isso participe da reunião e venha discutir o assunto! Somente com a participação dos interessados é que poderemos reverter a situação e cobrar soluções. A discussão é polêmica, e por isto os maiores interessados devem ser parte atuante neste processo.

Programação

Sábado, 4 de abril

14h     Plano de Carreira

14h30 Planos de Saúde dos servidores “Qual a solução?” – Palestrantes: Henrique Jacinto de Oliveira, representante dos servidores junto ao GEAP, e Washington Luiz Moura Lima, Assessor Econômico do SINTRAJUSC

16h Debate e encaminhamentos

18h Lanche da Tarde

Endereço da Sede social:

Rua das Corticeiras, n. 936, Praia do Campeche, Florianópolis