Coordenador da Fenajufe e Sindjus/DF discute PCS com diretor geral do STF


O coordenador-geral da Fenajufe e do Sindjus/DF, Roberto Policarpo, se reuniu na manhã desta segunda-feira, 15 de dezembro, às 10h, com o diretor-geral do STF, Sérgio Pedreira, para tratar do plano de cargos e salários dos servidores do Judiciário Federal. Como primeiro tema, discutiram os vetos ao novo PCS.
Na reunião, o coordenador das duas entidades sindicais apresentou sua insatisfação com o veto parcial ao adicional de qualificação – no item que concede o percentual de 5% para os técnicos e auxiliares que possuem nível superior. O diretor-geral informou que o STF pretende enviar ao Congresso Nacional no início da próxima legislatura um projeto garantindo aos técnicos o percentual de 5%.
Sérgio Pedreira afirmou, ainda, que o STF tentará manter “nas mãos” dos tribunais a possibilidade de reestruturar as funções comissionadas. Roberto Policarpo reiterou que os servidores são contrários a esse entendimento, uma vez que a experiência mostra que a cada dois anos, com a mudança de suas respectivas presidências, os tribunais realizam reestruturações sem critérios técnicos que os justifiquem. O coordenador da Fenajufe reforçou, ainda, que muitas vezes promovem até mesmo grandes mudanças sem um debate adequado, o que acarreta a descontinuidade dos serviços e causa insegurança entre os servidores.
Policarpo também questionou sobre o pagamento dos atrasados do PCS. Foi informado pelo diretor-geral que o STF pretende efetuar tais pagamentos ainda nesta semana.
Outro ponto tratado na reunião foi a regulamentação do PCS. Sérgio Pedreira disse que a portaria para instituir a comissão com este objetivo já está pronta para ser assinada pela ministra Ellen Gracie. A comissão será formada com a participação de representantes da Fenajufe e do Sindjus/DF.

Fonte: Fenajufe, com informações do Sindjus/DF