Conheça a proposta de Carreira da Fasubra


A Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra) discute o seu Plano de Carreira desde 1994. O resultado foi o Projeto de Cargo Único (PCU). O PCU determina um Cargo Único, o de Técnico-Administrativo em Educação. Dentro do cargo, as diferentes formações dos servidores são chamadas de Especialidades. O PCU também define diferentes Ambientes, Classes, Níveis de Capacitação e Padrões de Vencimento.
 
Cargo único:
O ramo de atividade da Instituição
Ambientes:            
Conjunto de atividades que se identificam entre si, constituindo uma área de trabalho
Classes:                 
Escolaridades, experiência, esforço físico, risco e responsabilidade. Há cinco classes, de A a E
Especialidades:      
Atividades específicas exercidas por um servidor
Nível de capacitação:            
A qualificação profissional. Há quatro Níveis de Capacitação, de I a IV
Padrão:   
Cada um dos valores que compõem a tabela salarial. Há 16 padrões de vencimentos
 
O trabalhador pode mudar de Ambiente, Classe, Especialidade, Nível de Capacitação e Padrão. Só não pode mudar de Cargo, que é único.
A possibilidade de mudar de Classe, Especialidade e Ambiente é chamada de progressão funcional, depende de oferta de vagas e é feita mediante a realização de cursos e/ou concurso público.
A possibilidade de mudar de Nível de Capacitação é chamada de progressão por titulação profissional, não depende de oferta de vagas e é feita mediante cursos de capacitação
Há também a progressão por mérito profissional, que depende de avaliação de desempenho realizada de dois em dois anos.