Condsef negocia e não descarta retorno à greve


Até o dia 10 de agosto, lideranças sindicais da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Serviço Público Federal (Condsef) farão reuniões semanais com o governo para negociar as reivindicações dos servidores que não foram contempladas no período de greve. A primeira reunião aconteceu no último dia 15. A mudança de postura do governo foi resultado da pressão dos servidores, que conseguiram fazer com que o governo aceitassem a negociação em troca da suspensão da greve. As reivindicações da categoria serão analisadas pelo governo e repassadas aos sindicalistas para aprovação.
No dia 13 de agosto a Condsef fará uma nova Plenária para avaliar o andamento de negociação durante o período de reuniões com o governo. A Confederação afirma que mesmo com a volta ao trabalho, decidida na última plenária, realizada dia 14 de julho, a categoria continua mobilizada e que a volta à greve poderá acontecer caso não haja avanço nas negociações.

Com informações da Fenajufe