Comissão temática discute liberação de dirigentes sindicais


Por Marcela Cornelli

Na última quinta-feira (11/3), a Fenajufe participou, como membro da bancada sindical, da reunião da Comissão Temática dos Direitos Sindicais, ocorrida no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.
As entidades nacionais esperavam que a bancada do governo apresentasse uma contraproposta, ou mesmo aceitasse a proposta da bancada sindical de liberação de dirigentes sindicais para mandato classista, mas isso não aconteceu.

Desde maio do ano passado, a Fenajufe vem exigindo um posicionamento do Governo sobre o assunto. A federação já encaminhou proposta à CNESF que, por sua vez, aprovou e apresentou na Comissão Temática de Direitos Sindicais.
A bancada do governo informou que tinha começado a estudar a proposta, mas não havia concluído. Como esse estudo já deveria ter sido finalizado justamente para ser discutido na reunião, a bancada sindical, sentindo-se desrespeitada, se posicionou para suspender de imediato a reunião até que a bancada governista dessa comissão apresentasse sua proposta ou uma solução para o caso.

Assumindo o descaso e pedindo a compreensão das entidades nacionais, a bancada governista alegou não ter conseguido discutir a proposta a tempo devido a uma série de dificuldades que o Governo têm passado – especialmente sobre as greves em todo país por reajustes salariais. E se comprometeu a fazer uma reunião extraordinária da mesa de direitos sindicais no dia 25 de março com o objetivo de trazer, exclusivamente, resposta às reivindicações dos servidores sobre a liberação de dirigentes sindicais.

Dando prosseguimento ao segundo ponto de discussão da reunião, foi aprovado o conteúdo da forma de negociação do serviço público do Sistema de Negociação Permanente (SINPE) que será encaminhado à Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP). Com isso, ainda faltará a aprovação do instrumento de regulamentação legal do SINPE.

Fonte: FENAJUFE