Começa propaganda eleitoral sobre referendo


Desde o último sábado, 1º de outubro, as emissoras de rádio e televisão, estão divulgando a propaganda eleitoral gratuita do referendo sobre a proibição ou não da comercialização de armas e munição no país. Serão exibidos diariamente, até o dia 20 de outubro, 38 minutos de propaganda eleitoral, sendo 18 minutos em dois blocos diários e 20 minutos distribuídos ao longo das programações em inserções de 30 segundos.

Frentes Parlamentares

Para a campanha eleitoral do referendo de 23 de outubro sobre a proibição ou não da comercialização de armas e munição no país, a Mesa do Congresso Nacional registrou duas frentes parlamentares. Cada frente está sendo responsável por elaborar a propaganda eleitoral gratuita que está indo ao ar nos horários reservados ao debate sobre o tema nas emissoras de rádio e televisão em todo o território brasileiro. Elas também podem promover pesquisas e estudos sobre o desarmamento.
A Frente por um Brasil sem Armas (www.referendosim.com.br), que defende o voto “sim”, no referendo, ou seja, a favor da proibição da venda de armas e munição, é comandada pelo presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB/AL).
A Frente pelo Direito da Legítima Defesa (www.votonao.com.br), a favor do voto “não” no referendo, portanto pela comercialização de armas e munições, é presidida pelo deputado Alberto Fraga (PFL/DF).

Fonte: Diap