Comando Nacional de Greve se reúne com líder do governo na Câmara


BRASÍLIA –Diretores da Fenajufe e representantes dos sindicatos que estão em Brasília no Comando Nacional de Greve se reuniram no fim da manhã desta terça-feira, 16 de maio, com o líder do governo na Câmara dos Deputados, Arlindo Chináglia [PT/SP], para falar do projeto que revisa o Plano de Cargos e Salários dos servidores do Judiciário Federal. Na oportunidade, os dirigentes sindicais perguntaram ao parlamentar sobre o andamento das negociações entre o Judiciário e o governo federal em relação à previsão orçamentária necessária à implementação do Plano.

Chináglia informou que as conversas entre os dois poderes para fechar um acordo continuam, mas até o momento ainda não foi finalizada a negociação. O líder do governo garantiu que o Judiciário e o Executivo estão mantendo contatos constantemente a respeito da questão orçamentária do PCS. O parlamentar informou também ao Comando de Greve que ainda hoje haveria um encontro entre o Judiciário e a Casa Civil.

Depois da conversa com o deputado Arlindo Chináglia, o Comando de Greve esteve, às 14h, no Supremo Tribunal Federal para falar com o diretor-geral, Sérgio Pedreira. Na ocasião os dirigentes sindicais foram informados, pela assessoria do STF, que o diretor geral estava em reunião na Casa Civil tratando da previsão orçamentária do PCS. Os diretores da Fenajufe aguardam ainda hoje um retorno da reunião que acontece neste momento, na Casa Civil.

O Comando Nacional de Greve continua, na Câmara dos Deputados, conversando com vários parlamentares da Comissão de Finanças para pedir apoio à aprovação do PL 5845/05 na sessão desta quarta-feira, 17 de maio, com as negociações finalizadas e o acordo fechado necessário para a implementação imediata do novo Plano. Estão na Câmara os diretores da Fenajufe Ramiro López, Maria da Graça Sousa, Roberto Policarpo, Rogério Fagundes, Jacqueline Albuquerque e Vera Lúcia Pinheiro e representantes dos sindicatos dos estados do Rio Grande do Sul, Piauí e Ceará [Sinje].

Da redação – Leonor Costa/Fenajufe