Comando de Greve não se reúne com Amarildo


A reunião prevista para ocorrer na manhã dessa terça-feira [01] entre o Comando Nacional de Greve e o diretor de Recursos Humanos do STF, Amarildo Vieira de Oliveira, não aconteceu. A Fenajufe obteve a informação de que o encontro que iria acontecer ontem à noite entre Amarildo e o presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, também não foi realizado e por isso ainda não foi fechada nenhuma proposta de revisão salarial.

Durante o dia de hoje, segundo informações repassadas ao Comando Nacional de Greve, o diretor de RH do STF vai trabalhar em cima da tabela salarial e no final da tarde terá uma reunião com o diretor geral Alcides Diniz sobre o mesmo assunto. Somente amanhã deverá se reunir com Gilmar Mendes, que está em viagem no Nordeste.

Em reunião na manhã de hoje o Comando Nacional de Greve decidiu intensificar as atividades de pressão em Brasília. Divididos em três grupos, os dirigentes sindicais visitarão os ministros do STF, os presidentes dos tribunais superiores e o Congresso Nacional. Em todas essas instituições pedirão o apoio à reivindicação dos servidores: a definição da proposta de revisão salarial, sem redução na tabela; e o envio imediato do projeto ao Congresso Nacional.

Coordenadores da Fenajufe e integrantes do Comando Nacional de Greve já conversaram com os ministros Gilmar Mendes, Joaquim Barbosa, Ayres Brito, Cezar Peluzo e Dias Toffoli, e também com o assessor do ministro Celso de Melo. Em todas as reuniões, eles reivindicaram apoio para que a proposta final a ser encaminhada ao Legislativo seja baseada no texto fechado entre os presidentes dos tribunais superiores no dia 7 de outubro.

“Orientamos que todos os sindicatos intensifiquem a greve por tempo indeterminando, realizando atividades de mobilização diariamente com a categoria. Somente a força da mobilização terá condições de conquistar uma proposta que contemple as reivindicações dos servidores, sem rebaixamento da tabela”, ressaltam os dirigentes sindicais que estão no Comando, em Brasília.

Os coordenadores da Fenajufe também orientam que todos os sindicatos em greve enviem representante para Brasília. O Comando Nacional de Greve se reúne todos os dias, na sede da Fenajufe.

Da Fenajufe – Leonor Costa