Com a decisão de Minas, a partir de segunda-feira já serão 16 estados em greve


Nesta quinta-feira (27) os servidores do Judiciário Federal de Minas Gerais aprovaram a deflagração greve por tempo indeterminado a partir da segunda-feira, 31 de outubro. A decisão foi tomada em assembleia geral, que contou com a presença de cerca de 500 servidores no centro de Belo Horizonte.

Atualmente, são 15 estados em greve: Bahia, Mato Grosso, São Paulo, Amazonas, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Justiça do Trabalho da 15ª Região, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Piauí, Alagoas, Justiça Federal do Ceará, e Justiça do Trabalho de Rondônia e do Acre. Na segunda-feira, o número subirá para 16, com a adesão de Minas Gerais.

 Sintrajud-SP: Os servidores da Justiça Federal e do TRF entraram em greve por tempo indeterminado no último dia 27 de setembro. No dia 5, foi a vez dos servidores da Justiça do Trabalho da Barra Funda aderirem ao movimento. Na capital a greve segue forte no TRF-3ª, Pedro Lessa, Execuções Fiscais, Criminal, Previdenciário, Juizado Especial Federal, Administrativo e JT/Barra Funda. No Interior, na Justiça Federal: Araraquara, Americana, Lins, Araçatuba, Guaratinguetá, Guarulhos, Marília, Piracicaba, Santos, São Carlos, São José dos Campos, Taubaté, Tupã, Ribeirão Preto, Sorocaba, Avaré, Cubatão, Guarujá, São José do Rio Preto e Campinas (2h paralisação). Justiça Trabalhista: Itapecerica da Serra, Mauá, Ribeirão Pires, Guarulhos, Suzano, Osasco, Santos, Praia Grande, São Vicente, Cubatão Guarujá, São Bernardo do Campo, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Suzano, Mogi das Cruzes e Barueri. Nesta terça (25), foi realizada assembleia estadual em frente ao TRF-3, que aprovou a continuidade do movimento paredista.

Sitra-AM/RR: Os servidores da Justiça do Trabalho no Amazonas entraram em greve por tempo indeterminado no dia 4 de outubro.

Sintrajufe-MA: Em greve por tempo indeterminado desde o dia 10 de outubro. Iniciada em São Luís, a greve atinge Caxias, Matões, Bacabal, Barão de Grajau, Imperatriz e Timom. A Justiça Federal de Imperatriz vem se juntando à Trabalhista da cidade em atos e decidiu parar as atividades a partir desta sexta-feira (28). A Justiça Eleitoral de João Lisboa, também na Região Tocantina, aderiu à greve. Na tarde desta quinta-feira (27) os servidores realizaram assembleia geral em frente ao TRT para avaliar a sessão da CFT e do quadro nacional da greve.

Sindjuf-PB: Os servidores do Judiciário Federal da Paraíba iniciaram a greve no dia 13. Além da capital, os servidores da JF de Campina Grande também aderiram à greve. Em Patos servidores do Judiciário Federal realizaram, também nesta quarta-feira (26), um ato público pela aprovação do PCS. Em assembleia geral realizada na manhã desta quinta-feira (27), nas Varas Trabalhistas, os servidores decidiram manter a greve por tempo indeterminado. Atos públicos serão realizados semanalmente pela aprovação do PCS e uma nova assembleia geral ficou definida para o dia 10 de novembro, às 14h, na Justiça Federal. O TRT suspendeu os prazos processuais enquanto durar a greve e definiu os serviços essenciais no período.

Sintrajufe-RS: Os servidores gaúchos iniciaram no dia 17 a greve por tempo indeterminado. Segundo o sindicato, esta pode ser considerada a maior greve dos últimos anos feita pelos servidores no Estado. Nesta quinta-feira (27), em assembleia geral, os servidores aprovaram, por unanimidade, a continuidade do movimento. Também foi aprovada a realização de um grande ato público nesta sexta (28), às 18h, na Feira do Livro de Porto Alegre, aproveitando a presença no local da presidente Dilma Rousseff. A assembleia encerrou com uma caminhada em torno do prédio da Primeira Instância da Justiça Federal, da qual participaram mais de 300 servidores. O número de municípios gaúchos em greve aumentou: agora a JT conta com 33 cidades, a JF com 14 e a JE com 4.

Sindiquinze-SP: Os servidores da JT da 15ª Região iniciaram a greve por tempo indeterminado no dia 18. Estão em greve servidores de Adamantina, Andradina, Araçatuba, Araraquara, Américo Brasiliense, Campinas, Dracena, Garça, Itararé, Itu, Limeira, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Ribeirão Preto, São Carlos e Sorocaba.

 Assembleias, atos e mobilizações

Sinjufego-GO: O sindicato promoveu nesta quinta-feira (27) nas assembleias setoriais para discutir o indicativo de greve por tempo indeterminado.

Sindjufe-TO: O sindicato realizaou assembleia com servidores do TRE e da Seção Judiciaria Federal de Tocantins nesta quinta-feira (27), às 15h, para deliberar sobre a paralisação.

Sindjuf-PA/AP: Nesta sexta-feira (28), o Sindjuf-PA/AP realiza duas assembleias setoriais, para discutir a participação dos servidores do Pará e do Amapá nas mobilizações em defesa do PCS. A primeira será no TRE, às 9h. Às 10h, a assembleia setorial será no TRT. Na pauta, a mobilização em defesa da aprovação do PL 6613/09, o plano de saúde e o mandado de segurança do sindicato referente à greve de junho.