CMO não vota relatório preliminar da LOA. Na quarta (09/11), servidores devem aumentar pressão no Congresso


BRASÍLIA – 03/11/11 – A votação do relatório preliminar da proposta de Lei Orçamentária Anual de 2012 [LOA], prevista para ocorrer na terça-feira [01], foi adiada mais uma vez pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional. Com a mudança, a votação deverá ocorrer na próxima quarta-feira, 9 de novembro, conforme acertaram os membros da CMO durante a reunião de terça. Segundo matéria publicada na Agência Câmara, o motivo para o adiamento da votação teria sido a falta de acordo das lideranças partidárias sobre o valor das emendas individuais dos parlamentares e sobre a forma de apresentação das emendas dos municípios.

Coordenadores da Fenajufe acompanharam a reunião, que votou apenas o parecer preliminar do senador Walter Pinheiro [PT-BA] ao Plano Plurianual [PPA] 2012-2015 [PLN 29/11]. À tarde, eles se reuniram na sede da Federação, em Brasília, para analisar o resultado da sessão e discutir as atividades da próxima semana. A reunião decidiu que no dia 9 de novembro, quando estava prevista a realização de ato público, os sindicatos terão que enviar delegações para atividades de pressão no Congresso Nacional. Ao invés de uma manifestação de rua, será promovida uma forte pressão no Legislativo. O objetivo é atuar junto aos deputados e senadores visando garantir a aprovação da proposta da LOA, com as emendas que garantam a previsão orçamentária do PCS, e a inclusão do PL 6613/09 na pauta da Comissão de Finanças e Tributação [CFT] da Câmara. Durante toda a quarta, representantes dos estados devem conversar com os membros da CMO e da CFT para convencê-los sobre a importância de votar o reajuste salarial.

Na terça-feira [01], a Fenajufe também protocolou ofícios pedindo reuniões com o presidente da CMO, senador Vital do Rêgo [PMDB-PB], e com o relator geral da LOA, deputado Arlindo Chináglia [PT-SP].

Da Fenajufe – Leonor Costa