Categoria no DF intensifica greve


     Em greve por tempo indeterminado desde a segunda-feira [23], depois de fazer uma paralisação de 48 horas na semana passada, os servidores do DF realizam todos os dias piquetes nos locais de trabalhos e atos unificados, marcando a greve em defesa do reajuste salarial da categoria. Para reforçar o movimento, os servidores realizarão na próxima quarta-feira (01/06), um Ato Público em frente ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília. 
     Os coordenadores da Fenajufe de plantão esta semana também orientam a participação dos sindicatos, considerando que no momento a categoria está se mobilizando para construir a greve por tempo indeterminado, cujo indicativo será apreciado na XVI Plenária Nacional da Fenajufe, de 3 a 5 de junho, no Rio de Janeiro. Na avaliação dos dirigentes sindicais, atividades como essas darão visibilidade ao movimento, incentivando os colegas dos outros estados a se prepararem para um movimento mais intenso a partir de junho. Por isso, eles ressaltam a importância da participação de delegações dos outros sindicatos no ato do DF para pressionar as cúpulas do Judiciário Federal e do MPU a se movimentarem no sentido de estabelecer as negociações com governo federal. “Na minha avaliação, as atividades da greve no DF são fundamentais para impulsionar a construção do movimento em nível nacional. E com a presença de servidores de outros estados, poderão ficar ainda maior e ter mais repercussão nas cúpulas do STF, da PGR e do Palácio do Planalto. 
     Nesse sentido, orientamos àqueles sindicatos que tiverem condições, que enviem representantes para participar do ato na próxima semana, em Brasília. Esse será mais uma forte mobilização para pressionar os três poderes a negociar a questão orçamentária de nosso plano”, avalia Zé Oliveira, coordenador geral da Fenajufe.

Da Fenajufe – Leonor Costa