Campanha: Rodrigo Maia, tire a mão do bolso dos servidores públicos!


A pandemia causada pelo novo coronavírus está sendo utilizada pelo governo e setores do Congresso Nacional para aprofundar os ataques a servidoras e servidores públicos. Na terça-feira, 24, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu entrevista em que afirmou que o funcionalismo tem que dar uma “contribuição” diante da atual crise de saúde. Articulado com a proposta, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) apresentou projeto de lei no qual propõe a redução, de forma escalonada, de até 20% nos salários dos servidores. O confisco teria duração de até três meses, prorrogáveis por mais três, ou enquanto durar o estado de calamidade. A direção do Sintrajusc está acompanhando os desdobramentos da iniciativa nefasta para os servidores.

Temos que nos mobilizar! Já sofremos, no mês de março, aumento da alíquota previdenciária. Agora, a proposta é corte direto nos salários. Copie e cole o texto abaixo e envie para Rodrigo Maia (contatos no final da mensagem). Manifeste-se nas redes sociais do deputado. Não aceitamos mais este confisco!

Deputado Rodrigo Maia,

O Brasil vive um momento gravíssimo. Para salvar vidas e garantir a saída da crise sanitária e econômica, o país precisa de mais serviços e servidores públicos, mais empregos, mais saúde, mais educação e mais pesquisa para o tratamento da doença que ameaça a vida de milhões de brasileiros.

Cortar salários para manter os lucros dos bancos e dos especuladores e o torniquete da emenda constitucional (EC) 95/2016, que só da saúde já retirou R$ 20 bilhões, é um crime contra o povo.

Rodrigo Maia, os salários não podem ser confiscados! Já não bastou a reforma da Previdência, que reduziu nossos salários? Em vez de meter a mão no bolso das servidoras e dos servidores públicos brasileiros, tome medidas para revogar a EC 95/2016, taxe as grandes fortunas e o lucro fácil dos que especulam com a crise!

Contatos de Rodrigo Maia:

Do Sintrajufe com informações do Sintrajusc