Ayres Brito se compromete a levar preocupação dos servidores ao ministro Cezar Peluso


Um grupo de servidores, formado pelos coordenadores da Fenajufe Zé Oliveira, Ramiro López, Valter Nogueira, Iracema Pompermayer e Jacqueline Albuquerque e pelo diretor do Sintrajufe-RS Marcelo Ortiz, se reuniu nesta tarde com o presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal, ministro Carlos Ayres Brito. Na conversa, os dirigentes sindicais apresentaram as críticas dos servidores quanto à postura da cúpula do Judiciário Federal no processo de negociação do PL 6613/09 com o Executivo e também cobraram um comprometimento efetivo para uma solução ao impasse apresentado a partir da reunião de ontem com o ministro Paulo Bernardo.

Os coordenadores da Fenajufe também entregaram um ofício ao ministro Ayres Brito, em que afirma “diferente das negociações anteriores dos Planos de Cargos e Salários dos anos de 2002 e 2006, a avaliação dos servidores é que o comprometimento da cúpula do Poder Judiciário na negociação do PL 6613/09 ainda não foi o suficiente”. No mesmo documento, a Fenajufe ressalta que “as resistências do Executivo em relação à implementação de melhorias salariais já eram esperadas, mas em defesa da autonomia do Pode esperamos ter uma postura firme do Judiciário na negociação do projeto de revisão salarial e de valorização dos seus servidores e não dar aval à posição do governo de adiar o processo negocial”.

Após ouvir os representantes do Comando Nacional de Greve, o presidente interino do STF disse que acha importante uma política de valorização dos servidores do quadro do Judiciário Federal e disse concordar, nesse sentido, com a reivindicação da categoria pela revisão salarial. Ele se comprometeu a conversar com o ministro Cezar Peluso – que se encontra na Europa e retorna no final da próxima semana – para apresentar as preocupações dos servidores com o impasse nas negociações com o governo federal. Ele também se comprometeu a conversar com o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, para reforçar o mesmo posicionamento dos servidores.

Na avaliação dos coordenadores da Fenajufe, a conversa com Ayres Brito foi positiva, uma vez que o ministro se mostrou receptivo aos argumentos dos servidores e se comprometeu a encaminhar essa questão com a cúpula do Judiciário Federal.

Da Fenajufe – Leonor Costa