Audiência Pública na DPU discute os perigos da reforma da Previdência


Os coordenadores da Fenajufe Adriana Faria, Gerardo Lima e José Everson participaram de Audiência Pública realizada pela Defensoria Pública da União (DPU) com o objetivo de discutir a reforma da Previdência e seus efeitos para os trabalhadores brasileiros. O evento aconteceu na sede da Defensoria Pública-Geral da União em Brasília na quinta-feira (27) e contou com a participação de diversas entidades representativas dos trabalhadores, professores, advogados e estudantes, entre outros convidados.

Nos pronunciamentos mais uma vez a prevaleceu a necessidade de união em torno da luta contra a reforma e o desmonte da Previdência Social patrocinados pelo governo com a PEC 287/16. Para a coordenadora Adriana Faria, as mudanças tecidas pela equipe econômica do governo prejudicam, principalmente, as mulheres. Ela classificou como inalcançáveis as condições para a aposentadoria integral. Outro destaque da coordenadora em sua fala foi a incongruência de contribuição integral dos servidores públicos, sem a possibilidade de receber a aposentadoria correspondente.

Já o coordenador Gerardo Lima apresentou relato com as providências que a Fenajufe tem adotado para articular uma luta mais ampla. Falou sobre o Movimento a Previdência é nossa! e sobre o Fórum Nacional das Entidades de Servidores Públicos Federais (Fonasefe), que buscam fortalecer a resistência à PEC 287/16. Destacou ainda a necessidade de que a luta seja conjunta para que o contraponto em relação à Reforma da Previdência possa ser apresentado aos brasileiros.

Por sua vez o coordenador José Everson Nogueira destacou a mobilização contra a reforma em Goiás. O dirigente citou diversas entidades que têm se juntado, naquele Estado, para impedir a mutilação da Constituição Federal.

A Fenajufe reforça orientação aos sindicatos filiados que participem das atividades e dos fóruns de discussão nos estados, bem como que intensifiquem a pressão sobre os parlamentares em suas bases eleitorais, pela rejeição da PEC 287/16.

Da Fenajufe