Assembléia aprova ato no dia 15/08 contra a retirada de direitos


Os servidores do Judiciário Federal de Santa Catarina vão se juntar aos protestos que agitarão o País no próximo dia 15/08, denunciando as medidas que pretendem enfraquecer sindicatos, com ataques ao direito de greve, congelamento de salários de servidores públicos, precarização ainda maior dos direitos trabalhistas, entre outras medidas. Durante assembléia ocorrida na tarde desta sexta-feira, 10, os servidores aprovaram por unanimidade a realização de nova assembléia na quarta-feira, 15, a partir das 13 horas, seguida de ato das 14 às 15 horas, tudo em frente ao prédio do Tribunal. Os servidores aprovaram, também por unanimidade, encaminhar nota em solidariedade aos metroviários de São Paulo, diante das ações autoritárias do governo José Serra, que mandou demitir 61 trabalhadores, após a greve dos dias 2 e 3 de agosto de 2007.
A pauta da assembléia do dia 15/08 será a seguinte:
 
a) informes;
b) autorização para o ingresso de ação judicial;
c) autorização para defesa em ações judiciais;
d) deliberação sobre plebiscito pela anulação do leilão de privatização da Companhia Vale do Rio Doce;
e) deliberação sobre os eixos de luta da Marcha em Brasília, no dia 15 de agosto, a saber: o veto à Emenda 3, que terceiriza e precariza os direitos trabalhistas; o PLP 01, que congela salários dos servidores públicos; o anteprojeto que limita a greve no serviço público; e o PL das fundações estatais de direito privado.