Sintrajusc fez ato em Criciúma em defesa da permanência da 3ª Vara do Trabalho no município


O Sintrajusc fez nesta quarta-feira (18) Ato na frente da Justiça do Trabalho de Criciúma em luta para manter no município a 3ª Vara, que o TRT-SC quer remover para Itapema. O coordenador Miguel Nápoli, que representa o Sindicato na região Sul do estado, organizou a atividade, e de Florianópolis foram os coordenadores Paulo Koinski, Denise Zavarize, Maria José Olegário e Elça de Andrade Faria. Participaram servidores, advogados e dirigentes dos Sindicatos da região, com cobertura da imprensa local.

Foi destacado que o Tribunal procura atender demanda do município de Itapema, que também é pleito da própria OAB do Estado. Os servidores e o Sindicato entendem ser justo o pleito, mas se insurgem contra a decisão de “tapar um santo e descobrir outro”, isto é, causar prejuízos a Criciúma com a perda uma vara depois de anos de luta para instalação da 4ª Vara, em 2007.

Criciúma é a sexta economia do estado, que tem fóruns trabalhistas em cidades menores com mais varas. Não que não necessitem delas, mas nesta realidade Criciúma não pode perder prestação de serviços importantes, sendo que os servidores lotados que permanecerem no município ficarão submetidos a sobrecarga de trabalho e os que saírem a remoções forçadas. Isso é ainda mais preocupante em uma realidade na qual há forte cobrança por produtividade e metas.

O Ato foi mais uma etapa de uma luta que vai se estender em defesa da boa prestação jurisdicional, seja em Criciúma, seja em Itapema, mas não à custa de redução ou remoção de Varas, e sim de sua ampliação.

Crédito das fotos: Rodrigues Viana

 

Confira a fala do coordenador Miguel Nápoli:

 

Confira a fala da coordenadora Elça de Andrade Faria: