30 mil em marcha da CMS contra o golpismo e o desgoverno tucano em São Paulo


Cerca de 30 mil pessoas de mais de 15 entidades e movimentos sociais tomam às ruas de São Paulo. A ato organizado pela Coordenação dos Movimentos Sociais (CMS) “ Contra o Golpismo e o Desgoverno Tucano”, defende a retomada do projeto político do governo Lula e repudia o desmantelamento do Estado de SP promovido por Alckmin (PSDB) que tem ignorado o funcionalismo público e o reajuste salarial.
Os manifestantes seguem até a Praça Patriarca, no centro da cidade, onde farão ato político contra a tentativa de desestabilização do governo promovida pela mídia golpista, pelo PSDB e PFL; por uma Reforma Política democrática que garanta o financiamento público de campanha e ponha freio à corrupção; e por uma guinada na economia, priorizando a produção.
“É uma verdadeira demonstração de democracia e de vontade política. Queremos o crescimento do Brasil e o cumprimento das promessas de geração de emprego, reforma política, reforma agrária e reforma urbana feitas pelo presidente. Todos Estados estão colocando a cara nas ruas para defender a retomada de um projeto político que desenvolva o país. Queremos mudança na política econômica, reduzindo os juros e o superávit primário para investirmos mais recursos em políticas públicas e no desenvolvimento”, afirmou o secretário nacional de Comunicação da CUT, Antonio Carlos Spis.
Com o objetivo de alertar a sociedade brasileira a CMS já realizou 14 atividades em vários estados. Na quinta-feira (25), cerca de 15 mil baianos apoiaram o governo Lula e dizeram não a corrupção. Na próxima terça-feira (30), será a vez, do Ceará.

Fonte: CUT Nacional