1º dia de greve tem boa adesão em nível nacional – Confira quadro


Seguindo o calendário de luta pela aprovação do projeto que revisa o PCS da categoria, reafirmado na última reunião ampliada da Fenajufe, servidores do Judiciário Federal em vários estados retomaram ontem [31] a greve por tempo indeterminado. O objetivo da mobilização é pressionar o fechamento do acordo entre os Poderes Executivo e Judiciário para garantir a aprovação final do Plano de Cargos e Salários. De acordo com a avaliação da maioria dos estados que decidiram pela greve, a retomada do movimento teve um resultado positivo nesta quarta-feira, com possibilidade de mais adesões nos próximos dias.

Sindjus/DF – Os servidores do Judiciário no Distrito Federal retomaram a greve com força total, nesta quarta-feira [31/05]. O sindicato constatou paralisação em todos os órgãos e a greve foi marcada pela realização de piquetes e apitaços, além do trabalho de convencimento feito por parte dos grevistas aos servidores que ainda não aderiram ao movimento. Hoje [01/06], a categoria reforçará ainda mais a paralisação. Durante a manhã, os servidores se concentram nos locais de trabalho e, à tarde participam de assembléia, às 15h, em frente ao STF.

Sintrajud/SP – No TRE, cerca de 70% do prédio está parado. No TRF, a greve cresceu bastante. O setor de protocolo não funcionou, provocando grandes filas em frente ao prédio. 100% das turmas e 90% dos 47 gabinetes estão em greve. No setor administrativo, onde há 30% até o momento, haverá um arrastão hoje, 1º de junho, para que a mobilização aumente. Na Justiça do Trabalho a greve continua forte, sendo que no prédio da Barra Funda, 70% dos servidores estão com as atividades paralisadas. No segmento dos oficiais de justiça, a adesão ao movimento é de 80%. Confira o quadro da greve em São Paulo: TRE – 70%; JT/2ª Região – Barra Funda – 70% e oficiais 80%, Franco da Rocha – 100%, Ribeirão Pires – 100%, São Bernardo – 95%, Ferraz de Vasconcelos -100%, Poá – 90%, Taboão da Serra – 90%, Guarulhos – 70%, Cubatão – Distribuição parada, Guarujá – 50%, São Vicente – 80%, Diadema – 20%, Osasco – 60%, Cotia – 20, Suzano – oficiais de justiça, Itaquaquecetuba – 100%, Mogi das Cruzes – 100%, Barueri – 100%; Justiça Federal – TRF – 100% das turmas, 90% dos 47 gabinetes, 30% do administrativo, JF/Execuções Fiscai – parcial, JF/Criminal – 70%, JF/Pedro Lessa – 40%, JEF [capital] – 30%, JF/Líbero Badaró – parcial, JF/Santos – 70%, JEF/São Carlos – Assembléia às 16hs, JF/Taubaté – 100%, JF/Jaú – 100%, JEF/Santos – de 20% a 30%, em esquema de rodízio, JF e JEF/Ribeirão Preto 40%, JF/São Bernardo – 20%, JF/Franca – 1 hora por dia.

Sindiquinze/SP – Já são 41 sedes de varas trabalhistas na 15ª Região, no estado de São Paulo, envolvidas na greve pelo PCS e por reivindicações específicas. Na terça [30], entraram na greve os servidores das varas de mais quatro cidades: Limeira, Franca, São João da Boa Vista e Pindamonhangaba. De acordo com o sindicato, o impacto na jurisdição atinge 273 municípios. Até o momento a greve no TRT da 15ª Região atinge as seguintes cidades: Limeira, Franca, São João da Boa Vista, Pindamonhangaba, Presidente Prudente, Araras, Itatiba, Jundiaí, Ubatuba, Piedade, Caraguatatuba, Fernandópolis, Jales, Marília, Taquaritinga, José Bonifácio, Guaratinguetá, Aparecida, Lorena, São Carlos, Bauru, Piracicaba, Ribeirão Preto, Campinas, Sorocaba, Jaboticabal, Cajuru, Cravinhos, São José dos Campos, Americana, Sertãozinho, Indaiatuba, São José do Rio Preto, Assis, Garça, Tanabi, Capão Bonito, Jaú, Lençóis Paulista e Taubaté.

Sindjufe/BA – A adesão à greve dos servidores das varas trabalhistas no edifício sede do TRT é total, sendo que nas 39 varas os servidores estão parados. A greve também atinge os setores administrativos do TRT, com uma boa participação da categoria. A expectativa do sindicato é que o movimento cresça, com novas adesões no interior. No TRE, os servidores realizaram assembléia na tarde desta quarta-feira [31], oportunidade em que decidiram fazer um revezamento durante dois dias, sendo que na quinta-feira, fica em greve uma parte dos servidores, e na sexta-feira, a outra parte. Essa decisão tem o objetivo de evitar uma pretensa acusação, por parte da administração do órgão, de abandono do emprego, uma vez que os servidores estão em greve desde o dia 5 de maio. Nos outros dias, a paralisação no TRE deve voltar ao normal, com boa adesão da categoria. Na Justiça Federal, hoje teve paralisação de duas horas e os servidores em greve fizeram um arrastão chamando a categoria a participar da assembléia nesta quinta-feira, que vai votar o indicativo de greve por tempo indeterminado na JF.

Sintrajufe/RS – A categoria gaúcha retomou a greve a partir desta quarta-feira, 31 de maio. A expectativa do sindicato é que a greve cresça nos próximos dias, sendo que a maior adesão é na Justiça do Trabalho. HOje [01/06], o Sintrajufe/RS realiza uma assembléia de avaliação, às 15h, no auditório do prédio das varas trabalhistas. Antes da assembléia, os grevistas vão participar de ato público unificado dos servidores federais, em Porto Alegre. Um ônibus vai sair do prédio das varas trabalhistas, às 11h45, e passar em seguida na Justiça Federal para levar o pessoal até o local do ato.

Sintrajufe/PI – No Piauí, os servidores concentrados ontem pela manhã em frente ao Fórum Osmundo Pontes, em Teresina, decidiram manter a greve por tempo indeterminado. Hoje [01/06], a concentração dos servidores será novamente no Fórum Trabalhista Osmundo Pontes. A greve é mais forte na Justiça do Trabalho e a expectativa do Sintrajufe/PI é que as adesões à greve cresçam na Justiça Federal e Eleitoral no Piauí.

Sintrajuf/PE – Os servidores da Justiça do Trabalho em Pernambuco decidiram paralisar os trabalhos a partir desta quarta-feira [31]. O movimento paredista no estado já obteve resultado positivo com boa adesão da categoria. Das 14 varas trabalhistas do prédio sede do TRT, apenas três estão funcionando. Na Justiça Eleitoral, os servidores também entraram em greve a partir de ontem. Já os trabalhadores do TRF deliberaram parar por duas horas a partir da segunda-feira [5/06].

Sindijufe/MT – Desde ontem, os três órgãos [TRE, TRT e JF] do Judiciário no estado estão com os trabalhos paralisados e a expectativa do sindicato é que a adesão seja ainda maior do que o movimento grevista suspenso no último dia 17. Na tarde de ontem, a categoria realizou uma assembléia unificada de avaliação, na sede da Justiça Federal. No encontro, os servidores analisaram o movimento em nível nacional, o andamento das negociações entre o Judiciário e o Executivo e deliberaram sobre a continuidade da greve.

Sinje/CE – Os servidores da Justiça Eleitoral iniciaram nesta quarta-feira greve por tempo indeterminado. Segundo avaliação do sindicato, a adesão atual representa cerca de 45% dos servidores lotados na capital. O sindicato está atuando para conseguir uma maior adesão dos servidores lotados nos cartórios eleitorais da capital e do interior.

Sintrajufe/MA – Os servidores da Justiça Federal do Maranhão deram início ontem ao movimento grevista. A assembléia de avaliação realizada ontem aprovou a continuidade do movimento. No TRT, os servidores também aprovaram iniciar a paralisação nesta quinta-feira. No TRE, a assembléia setorial acontece hoje [01/06], a partir das 13h30.

Sindjuf/PA-AP – Na manhã de ontem, os grevistas conseguiram paralisar os setores de protocolo e distribuição do TRT-8ª Região. No TRE-PA, dezenas de servidores também permanecerem durante todo o expediente de trabalho no hall do tribunal recebendo os informes do movimento. A expectativa do comando unificado estadual de greve é que o movimento se intensifique a partir desta quinta-feira tanto na capital quanto no interior.

Sitraemg/MG – Cerca de 350 servidores do Poder Judiciário Federal em Minas Gerais participaram de mais um ato público, nesta quarta-feira [31], em Belo Horizonte, para pressionar a aprovação do PCS. Servidores da Justiça do Trabalho nas cidades de Três Corações, Poças de Caldas, Uberaba, Montes Claros, Varginha, Teófilo Otoni e Ubá, interior de Minas Gerais, também aderiram ao movimento paredista.

Sisejufe/RJ – Nesta quarta-feira, os servidores da Justiça Federal do Rio de Janeiro decidiram entrar em greve por tempo indeterminado. A unidade da Justiça Federal da avenida Rio Branco começou ontem o movimento grevista, já a Justiça Federal da avenida Venezuela entrará em greve por tempo indeterminado a partir de hoje [01/06]. Os servidores do TRF decidiram paralisar as atividades por três horas nesta quinta-feira com assembléia de avaliação da mobilização, quando possivelmente deverão decretar greve por tempo indeterminado. No TRE, os servidores decidiram fazer paralisação com nova assembléia na próxima segunda-feira [5/06], às 14h30.

Sitraam /AM – Os servidores da Justiça do Trabalho do Amazonas retomaram a greve a partir desta quarta-feira. A tendência é que, também na JE, os servidores decidam paralisar as atividades.

Sinjufego/GO – Os servidores da Justiça Federal em Goiás decidiram, em assembléia realizada ontem [31], aderir à greve por tempo indeterminado. Hoje será realizada nova assembléia para avaliar o movimento grevista. Os servidores do TRE e TRT continuam as mobilizações pela aprovação do PCS e, das 14 às 16 horas, fazem mobilizações para construir a greve nos dois órgãos.

* Sindjus/AL – Em assembléia realizada na manhã de ontem [31], os servidores do TRE aprovaram paralisar os trabalhos por 48 horas nos próximos dias 6 e 7 de junho [terça e quarta-feira]. As assembléias do TRT e da Justiça Federal foram transferidas para a manhã desta sexta-feira, 2 de junho.

** Sinpojufes/ES – Os trabalhadores das Varas Trabalhistas da capital do Espírito Santo vão parar hoje por uma hora, de 13h às 14h. Já os servidores da 2ª Instância da Justiça do Trabalho e a Justiça Federal paralisam os trabalhos por duas horas, de 12h às 14h, até que se delibere greve por tempo indeterminado.

*Estado que aprovaram paralisação para a próxima semana e que ainda fazem assembléias para decidir a entrada no movimento grevista.
** Estados que realizaram paralisações parciais.

Fonte: Fenajufe