Servidores protestam em frente ao CNJ contra resolução que aumenta jornada de trabalho


Cerca de 80 servidores dos Judiciários Estadual e Federal realizaram no dia 21 um ato em frente ao Conselho Nacional de Justiça [CNJ], em Brasília. O objetivo da manifestação, promovida pela Fenajufe e pela Fenajud [Federação Nacional dos Servidores do Judiciário Estadual], é reivindicar que o CNJ reveja sua posição quanto à Resolução 88 e respeite a autonomia dos tribunais de regulamentarem a sua própria jornada.

“Vamos apresentar a nossa indignação com essa mudança de cima pra baixo. A redução da jornada é uma reivindicação histórica dos servidores públicos e dos trabalhadores em geral. Por isso, não podemos aceitar que essa decisão seja aplicada”, explica Rogério Fagundes, coordenador da Fenajufe.

Segundo informações da coordenadora Lúcia Bernardes, participaram do ato representantes do Sinje-CE, Sindjus-DF, Sindjufe-BA e Sitraemg. Além dela também representaram a Fenajufe os coordenadores Roniel Andrade, Rogério Fagundes e Roberto Policarpo.

No ato, os representantes dos sindicatos estaduais apresentaram as várias reivindicações dos servidores e denunciaram alguns problemas decorrentes do assédio moral que a categoria vem enfrentando nos últimos meses. O principal mote das intervenções, no entanto, é a Resolução 88 do CNJ, que se implementada aumentará ainda mais os problemas sofridos pelos servidores. Os dirigentes da Fenajufe e da Fenajud também criticaram a decisão do Conselho durante o ato.

A deputada Alice Portugal [PCdoB-BA] e os deputados Antônio Carlos Chamariz [PTB-AL], Eliseu Aguiar [PTB-PI] e Manoel Júnior [PMDB-PB] estiveram na manifestação em frente ao CNJ, defendendo as reivindicações dos servidores.

De acordo com a Fenajud, estão sendo realizados hoje paralisações e atos nos Tribunais de Justiça ou fóruns da Bahia, Alagoas, Amapá, Acre, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina e Tocantins.

A diretoria da Federação orientou que os sindicatos participassem das atividades organizadas pelas entidades dos servidores do judiciário estadual, conforme a decisão da reunião ampliada do último sábado [17]. Na oportunidade, as diversas manifestações lembraram a luta antiga da categoria pela redução da jornada de trabalho sem redução de salário, campanha que inclusive está sendo levada à frente pela CUT e outras centrais sindicais, visando garantir uma melhor qualidade de vida ao trabalhador e gerar mais emprego.

Da Fenajufe – Leonor Costa