Servidores em greve no INSS do Rio Grande do Sul vão recorrer da sentença que obriga a voltar ao trabalho


Os servidores em greve no INSS do Rio Grande do Sul anunciaram que não vão cumprir a decisão da juíza substituta Andréia de Castro Dias, da 4a. Vara Federal de Porto Alegre, que determinou a volta de pelo menos 50% da categoria ao trabalho. O sindicato da categoria vai apresentar recurso ao TRF para manter a categoria paralisada por reajuste salarial emergencial de 18%.

Com informações da Folha de S. Paulo