Servidores do TRT do Rio vestem luto contra o aumento da jornada


A regulamentação pelo Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro de uma jornada maior do que a anteriormente praticada tem causado revolta nos servidores. Por isso, num movimento espontâneo, os trabalhadores do tribunal vão vestir luto, na próxima terça-feira, 11 de março, como protesto pela atitude unilateral da administração do TRT.

Na contramão da maioria dos tribunais do Brasil, como o TST, que resolveu regulamentar sete horas, inclusive no edital do seu concurso público, ou como os TRTs de Campinas e Belém [7 horas], ou os TRTs de Brasília, Rio Grande do Sul e Minas Gerais [6 horas], o TRT-RJ resolveu regulamentar a jornada de trabalho entre 7 horas [para servidores sem FCs] e 8 horas [servidores com FC], exigindo ainda a comprovação da hora de almoço no meio do expediente, o que aumenta a permanência no Tribunal para 8 e 9 horas.

O Sisejufe fez três assembléias, um abaixo-assinado e encaminhou um pedido administrativo pelas 6 horas de jornada. Os servidores então resolveram promover o protesto de terça-feira, 11 de março. O sindicato, solidário e parceiro nesta luta, chama todos os servidores para comparecerem na manifestação vestidos de preto [cor de luto].

Fonte: Sisejufe/RJ