Servidores do TRE, TRF e JF de São Paulo paralisam trabalhos pelo PCS


Na segunda-feira, 31 de julho, os servidores do TRE, do TRF e da Justiça Federal de São Paulo deram início ao calendário de paralisações desta semana pela aprovação do PCS.
Segundo o Sintrajud/SP, o TRE parou das 13 às 15 horas, com uma boa adesão da categoria. Os diretores de base do prédio fizeram a distribuição do jornal, enquanto conversavam com os servidores sobre o PCS e sobre o desconto dos dias referentes à greve, realizada em maio deste ano. Também foram dados os informes sobre a previsão dos acontecimentos em Brasília e sobre a vinda da delegação de São Paulo para acompanhar o esforço concentrado do Congresso Nacional nesta semana.
Segundo a diretora do Sintrajud, Maria Cecília Pereira, “houve uma boa adesão neste primeiro dia, o pessoal está realmente interessado em lutar para que se destranque esta pauta”. Os servidores do almoxarifado do TRE, localizado na rua Barra Funda, também acompanharam a deliberação do TRE e paralisaram as atividades a partir de hoje.
Esta segunda-feira também foi o primeiro dia de paralisação no TRF e na JF. No Fórum Pedro Lessa, da Federal, houve uma grande adesão. Os servidores que paralisaram as atividades no Criminal, Previdenciário e no Juizado Especial também se concentraram no Pedro Lessa durante as duas horas.
Os servidores do TRF ficaram no próprio prédio até as 15h30, quando as duas concentrações se unificaram. A reunião deliberou que nesta terça-feira, a partir das 11 horas, comissões de convencimento devem começar a percorrer os prédios com o objetivo de aumentar a adesão no segundo dia de paralisação.
De acordo com o Sintrajud/SP, mesmo sob um frio de 12º C, os servidores demonstraram que estão dispostos a retomar a mobilização e pressionar o Congresso a trabalhar neste período eleitoral para aprovar o PCS da categoria.

Fonte: Sintrajud/SP