Servidores colhem assinaturas de senadores para mudar reforma


Por Marcela Cornelli

Hoje, no corredor 4 das comissões permanentes do Senado, servidores fizeram uma manifestação em defesa da mudança de pontos da Reforma da Previdência, como paridade, não desconto de aposentados, benefício definido e regra de transição. Dos 20 senadores que estiveram no local, 16 assinaram um manifesto em defesa do serviço público.

Para que a PEC volte para análise da Câmara, cada emenda precisa ter a assinatura de pelo menos 33 senadores. Como há senadores contra o fim da paridade, por exemplo, mas que querem manter o restante do texto do governo, em vez de apresentar suas propostas em uma única emenda, os servidores optaram por desemembrá-las. Cada ponto (paridade, não desconto de aposentados, benefício definido e regra de transição) se transformou em uma uma emenda, o que torna mais fácil fechar as 33 assinaturas.

O diretor da Fenajufe e do Sintrajufe/RS, Cláudio Azevedo, esteve na manifestação de hoje no Senado. Segundo ele, Fenajufe e Cnesf avaliam que é possível conseguir essas mudanças. As entidades estão centrando forças na pressão junto aos senadores e chamando para mobilização nos estados.

Fonte: SINTRAJUFE/RS