Por ampla maioria, Plenária aprova permanência da Fenajufe na CUT


Um dos momentos mais agitados da XIII Plenária Nacional da Fenajufe foi durante os debates sobre a atuação do movimento sindical cutista e sobre a manutenção da filiação da Fenajufe na Central Única dos Trabalhadores. Algumas propostas de resolução foram apresentadas sobre esse tema e votadas pelos delegados da plenária.

Entre elas se destaca a que define a continuidade da Federação na base do movimento sindical cutista. Confira o texto aprovado como resolução de conjuntura nacional.

“Mais do que nunca, diante da ofensiva patronal e da direita que se aproveita do terreno dado pelo governo Lula, temos que preservar as nossas organizações sindicais. Por isso, é criminosa a política de divisão patrocinada por setores como a Conlutas, que em nome de combater a política da maioria da direção da CUT, pregam a desfiliação de sindicatos da nossa central, enfraquecendo uma conquista de classe. Nociva é também a atitude de ‘boicote branco’ adotada por setores que ‘suspendem’ o pagamento de mensalidade à CUT, impossibilitando, assim, a base de participar do processo congressual da central e interferir nos seus rumos.

A Fenajufe reafirma seu posicionamento definido na XIII Plenária Nacional de manutenção de sua filiação à CUT”.

A proposta foi defendida pelo delegado do Rio Grande do Sul, Marcelo Carllini. O posicionamento contrário foi apresentado pela coordenadora geral da Fenajufe, Ana Luiza Figueiredo, que defendeu a desfiliação da Fenajufe à CUT e a participação no processo de construção da Conlutas. Por ampla maioria, com poucos votos contrários e algumas abstenções, os delegados da XIII Plenária Nacional da Fenajufe aprovaram a proposta de resolução, reafirmando a permanência da Fenajufe na Central Única dos Trabalhadores.

Da redação – Leonor Costa