Petroleiros paralisam nesta quarta por 24 horas


Por Marcela Cornelli

Sem conseguir nenhum avanço nas negociações com a Petrobrás, os petroleiros decidiram paralisar por 24 horas, nesta quarta, em todo o país, seguindo indicação da Federação Única dos Petroleiros (FUP). O dia 10/9 foi a data estabelecida como prazo pela FUP para que a Petrobrás apresente uma contraproposta que de fato responda à pauta de reivindicações da categoria. A paralisação será nacional e atingirá todas as bases da Petrobrás e da Transpetro, incluindo refinarias, campos de exploração e produção, dutos e terminais e unidades adminstrativas. Os aposentados também participarão da mobilização.

Reivindicações – Entre outras reivindicações, os petroleiros exigem reposição da inflação do período (setembro de 2002 a agosto de 2003) pelo ICV-Dieese (15,5%) e aumento real a título de produtividade (6,8%), o que representa reajuste salarial de 23,35%. A categoria também reivindica o fim das discriminações; primeirização das atividades permanentes com o fim da terceirização e recomposição dos efetivos próprios da empresa; reintegração dos demitidos nas greves de 1994 e 1995 e cancelamento de todas as punições políticas praticadas contra os trabalhadores; e fim da política de remuneração variável, com recuperação salarial e um novo plano de cargos e salários.

Fonte: CUT/RJ