PCS sai da pauta; Assembléia Estadual hoje, 10/05, às 14h30min, em frente ao TRT


O projeto de lei do PCS (5845/05) foi retirado da pauta de hoje da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara de Deputados, devido ao pedido de vistas do deputado catarinense Cláudio Vignatti (PT). No início da sessão desta manhã, o deputado já havia pedido discussão em separado do projeto, o que normalmente indica que haverá pedido de vistas. A justificativa do deputado é que ele já havia examinado e considerado viável o relatório do deputado Geddel Vieira Lima. Vignatti acha que é possível construir acordo com o governo para a votação do projeto de lei do PCS na semana que vem, daí o pedido de vistas. A expectativa é incluir o projeto de lei do PCS na pauta da Comissão de Finanças na quarta-feira da semana que vem, mas isso dependerá da costura do acordo com o governo.
Em Florianópolis, a Coordenadora do Sintrajusc e vereadora Angela Albino (PC do B), já acionou o gabinete do deputado Vignatti, em Brasília e em Chapecó, agendando reunião para tratar do assunto. A confirmação da reunião só depende do horário em que o vôo do deputado chega de Brasília. Na reunião, que terá a participação de diretores do Sindicato e integrantes do Comando de Greve de Santa Catarina, serão reiterados os pedidos para que haja acordo e que o projeto seja aprovado na Comissão de Finanças da Câmara.
O coordenador da Fenajufe, Ramiro Lopez, disse que, ao pedir vistas, o deputado Vignatti afirmou que pretende conseguir acordo a partir da proposta do relator Geddel Vieira Lima. Mas o acordo deve garantir os recursos para o pagamento do PCS. “Agora, temos que aumentar a greve para conseguir que o acordo seja obtido”, afirmou o coordenador da Fenajufe.