PCS pode entrar na pauta da CFT no dia 11


Servidores do Judiciário Federal de todo o país retomarão, em abril, as pressões nos corredores da Câmara dos Deputados, com o objetivo de convencer os membros da Comissão de Finanças e Tributação a votar o PL 6613/09, que revisa o Plano de Cargos e Salários. No dia 11 de abril haverá sessão da CFT que poderá votar o PL 6613/09, conforme compromisso firmado pelo relator do projeto, deputado Roberto Policarpo (PT-DF), pelo presidente da Comissão, Antônio Andrade (PMDB-MG) e por outros deputados, tanto da base do governo como da oposição.

O compromisso foi firmado na sessão do dia 21 de março e alguns deputados se manifestaram favoráveis à iniciativa. Pauderney Avelino (DEM-AM), por exemplo, iria apresentar requerimento de inclusão do projeto na pauta daquele dia, mas abriu mão de sua iniciativa devido ao acordo apresentado pelo relator do PL 6613/09. O deputado André Vargas (PT-PR), que na reunião anterior votou contra o requerimento de inclusão de pauta, disse no dia 21 de março, como deputado da base do governo, que o acordo, que é para pautar e votar o projeto, será cumprido.

A Fenajufe lembra que no ano passado acordos semelhantes a esses foram quebrados e, por isso, a pressão dos servidores é imprescindível para que agora os parlamentares cumpram com sua palavra. Além de convencê-los a votar o projeto, é preciso ainda pressionar os deputados da base do governo a ajudar nas interlocuções para que o Palácio do Planalto aceite a negociar um acordo orçamentário que atenda aos interesses dos servidores. Os Sindicatos estão procurando os deputados de seus estados antes mesmo do dia 11, e pressionado para que os membros da CFT já venham para sessão convencidos da reivindicação dos servidores.

Os servidores devem também reforçar a campanha com o envio de e-mails aos membros da CFT. “Vamos encher a caixa de mensagem deles com todos os argumentos favoráveis ao nosso pleito. Os membros da CFT precisam vir para a sessão do dia 11 convencidos de que devem aprovar o PCS”, explica Cledo Vieira, coordenador da Fenajufe. O SINTRAJUSC irá disponibilizar o link para envio de mensagens. É importante esclarecer que a possível aprovação na Comissão é apenas mais uma etapa. A garantia do PCS irá depender da luta dos servidores, porque há mais desafios pela frente até o projeto chegar ao Plenário e ser aprovado.