Para Fenasps, fim da greve depende do governo


O final da greve dos servidores públicos federais depende do governo, que deve abrir negociações e apresentar uma proposta salarial para os trabalhadores. A interpretação é da Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social [Fenasps]. Pauta de reivindiações foi entregue ontem ao presidente da Câmara dos Deputados, Severino Cavalcanti [PP-PE]. Segundo levantamento da Federação, cerca de 80% dos 340 mil trabalhadores dos ministérios da Saúde, Trabalho, Previdência, além do Instituto Nacional de Seguro Social [INSS] e da Fundação Nacional de Saúde [Funasa] estão paralisados.

Fonte: Fenajufe, com informações da Agência Brasil