OIT: Metade dos Trabalhadores do mundo vive na pobreza


Por Imprensa

Segundo estudo divulgado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), metade dos 2,8 bilhões de trabalhadores no mundo inteiro vive com uma remuneração inferior a US$ 2 por dia ( menos de R$ 6). Cerca de 18% (550 milhões) vivem com menos de US$ 1 por dia.

Na pesquisa a OIT, apontou que a pobreza é derivada da baixa remuneração e resulta do subemprego e da baixa produtividade. Em artigo, o diretor da OIT no Brasil, Armand F. Pereira, disse que alcançar a meta estabelecida pelas Nações Unidas, de combater a pobreza pela metade até, 2015, irá demandar esforços maiores para gerar mais e melhores postos de trabalho com aumentos de produtividade e de remuneração.

Para o diretor, o mundo necessita de uma agenda de trabalho decente, com ênfase especial, em políticas de emprego mais abrangentes e mais integradas com outras políticas econômicas e sociais. Tais políticas terão que caminhar juntas com as reformas fiscal, trabalhista e previdenciária, que incluam redução de encargos e de burocracia para ajudar a reduzir a informalidade dos empregos. Conforme avaliação de Armand, programas de transferência de renda serão inevitáveis até certo ponto, mas seus efeitos diretos e indiretos na demanda agregada e na geração de riqueza serão insuficientes para erradicar a pobreza.

Fonte: CUT Nacional