Manifesto do Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça


O Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça e o Comitê Catarinense Pró-Memória dos Mortos e Desaparecidos Políticos do Estado de Santa Catarina manifesta seu descontentamento e repúdio com a indicação do deputado Marcos Feliciano para a Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. Este retrocesso revela, sem sombras de dúvida, a pouca importância que os partidos políticos brasileiros de maneira geral despendem ao tema.
 
Em um país marcado pela desigualdade social e econômica, que experimenta pouco mais de duas décadas de regime democrático, a temática dos direitos humanos deve ser entendida como estratégica e estruturante para o desenvolvimento nacional. A Câmara dos Deputados que sofre com um profundo processo de desgaste e distanciamento diante da sociedade não pode permitir uma afronta dessa magnitude.
 
A postura racista, conservadora e homofóbica de Feliciano devem ser repudiadas por todos aqueles que lutam por democracia no Brasil. Consideramos a sua indicação para a presidência desta comissão como o mais absoluto retrocesso as relações de tolerância, respeito e liberdade no país. Conviver com esse tipo de postura não agride apenas aqueles e aquelas que de alguma maneira são atingidos pelo que pensa o deputado, mas também o conjunto da sociedade.
 
Nos somamos aos milhares de militantes e ativistas de diversas causas que dizem respeito ao direito dos indivíduos em protesto contra o que consideramos ser uma agressão a todos e todas aquelas que sofrem com algum tipo de preconceito. Não podemos aceitar que os direitos humanos sejam tratados como elemento de barganha na disputa política institucional que põe no colo de um provocador um espaço tão caro as nossas convicções.
 
Neste sentido, reafirmamos a nosso compromisso com a luta pelos direitos humanos e nos posicionamos contrários a indicação do deputado Feliciano para a comissão.
 
Coletivo Catarinense memória, Verdade e Justiça
Comitê Catarinense Pró-Memória dos Mortos e Desaparecidos Políticos do Estado de Santa Catarina
 
Florianópolis, 13 de março de 2013.