Lula diz que “país está na rota do crescimento sustentável”


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou ontem a defender a política econômica do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, ao fazer uma espécie de prestação de contas de seu governo, na inauguração das novas instalações do Aeroporto de Navegantes, em Santa Catarina. Sem se referir ao ministro nem a seus críticos, Lula disse que o crescimento econômico deste ano, “que já está ganho”, foi possível graças a “políticas coerentes que o governo colocou em prática”.
Para ele, o País entrou agora numa “rota de crescimento sustentável”. “Nós todos do governo estamos convencidos que o País, com a necessidade de crescimento que tem, com a necessidade de emprego e de distribuição de renda, não pode se dar ao luxo de ficar tendo bolhas de crescimento. Crescendo em um ano e não crescendo no ano seguinte”, disse. “Achamos que vamos continuar crescendo e crescendo muito e crescendo bem nos mais diferentes setores.”
Lula enfatizou que o processo de crescimento depende principalmente do trabalho de todo o governo. “Sabemos que o crescimento econômico não se dá pelos belos olhos ou pela vontade de um presidente”, frisou. “Mas, sim por meio de políticas coerentes, pela confiança de empresários brasileiros e estrangeiros e sobretudo pela confiança despertada na consciência de cada homem e mulher.”
No discurso, ele propôs a criação de uma corrente entre os brasileiros, “não de ufanismo, mas uma corrente de otimismo, positiva, de energia sadia”, capaz de demonstrar a confiança em recuperar os 20 anos nos quais, segundo ele, a economia do País não cresceu. (Fonte: CUT Clipping)