– Lewandowski promete apoio e servidores no TSE votam a favor do relatório


O ministro Ricardo Lewandowski, do TSE, ligou para Policarpo na quinta-feira para dizer que vai solicitar a inclusão do valor do reajuste no orçamento do Judiciário e que ajudará a negociar o PL 6613, em nome da Justiça Eleitoral”, comemorou Policarpo. O coordenador-geral do Sindjus Berilo Leão avalia que essa liderança é importante: “Nos últimos dias, enquanto estávamos construindo a Greve, o Policarpo estava garimpando o apoio das administrações para a aprovação do relatório. A ligação do presidente do TSE foi o coroamento da semana”, avaliou.

O início dessa história aconteceu no dia 13, na reunião dos DGs, quando a diretora-geral do TSE, Patrícia Landi, posicionou-se contra um ponto do relatório do PL 6.613, a diminuição do valor das funções comissionadas. Na terça Lewandowski reuniu-se com Policarpo e se comprometeu a defender o projeto, mas pediu que ele “se harmonizasse” com a posição da diretora-geral. 

No dia 15, em reunião com o deputado, a diretora afirmou que o apoio do TSE ao relatório seria decidido pelos servidores e mandou consultá-los, conforme relatam os servidores Antonio Silva, Eliane Josimar e Job Filho, presentes ao encontro. O tribunal convocou uma Assembleia para o dia 16 e, dos 327 presentes, 312 votaram a favor do relatório. “Já temos as administrações construindo a proposta orçamentária e o relatório já foi apresentado”, disse a coordenadora do Sindjus Sheila Tinoco. O movimento continua nesta semana: “O servidor também tem que fazer sua parte. Todos à greve!”, concluiu ela.

Fonte: Sindjus-DF