Ibama aprova paralisação a partir desta segunda (14/05)


Em assembléia realizada ontem, servidores do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) de 25 estados aprovaram, por unanimidade, uma greve por tempo indeterminado. A paralisação das atividades no órgão começa a partir desta segunda-feira, 14.
Os servidores lutam pela derrubada da Medida Provisória (MP) 366 de 2007 que desmonta o órgão criando novas estruturas que enfraquecem a execução das políticas ambientais de proteção ao meio ambiente do País. A Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) apóia o movimento e orienta suas entidades filiadas a dar o suporte necessário à greve do Ibama nos estados.
A categoria também protesta contra o PLP (Projeto de Lei Complementar) que propõe limitadores em investimentos públicos pelos próximos dez anos.
A greve do Ibama é a primeira a ser anunciada de uma série de paralisações que são aguardadas em diversos órgãos públicos. A expectativa é que a partir do dia 21 de maio outras categorias protestem com greve.
No dia 15, servidores da Cultura devem engrossar o movimento. A categoria deve confirmar a greve e também sai na frente em protesto aos projetos que prometem prejudicar acordos e compromissos firmados pelo governo com servidores.

Fonte: Condsef