Greve continua em todo o país e tem novas adesões: Confira quadro


BRASÍLIA – 01/06/06 – No segundo dia da retomada da greve por tempo indeterminado já foram constados novas adesões, com a entrada de novos estados no movimento. Os sindicatos estão jogando peso nas atividades de mobilização, o que tem dado um resultado positivo, pois a categoria está se conscientizando de que somente com muita luta será possível consquintar a revisão do Plano de Cargos e Salários. A Fenajufe orienta que todos os servidores continuem mobilizados e reforcem ainda mais o movimento. Nos estados onde ainda não foi aprovada a entrada na greve, os sindicatos devem intensificar as mobilizações e convencer os servidores sobre a importância de sua adesão.

Confira abaixo o quadro do movimento em nível nacional.

Sindjus/DF
– A categoria retormou a greve ontem [31] e continua o movimento, com boa participação dos órgãos em todo o Distrito Federal. O sindicato e os grevistas têm feito piquetes e apitaços nos locais de trabalho para chamar os servidores a entrarem na greve. Hoje [01/06], a categoria reforçaou ainda mais a paralisação. Durante a manhã, os servidores se concentraram nos locais de trabalho e, à tarde participaram de ato público, em frente ao STF. Amanhã [2/06], o sindicato realiza manifestação, às 15h, em frente ao Ministério do Planejamento para cobrar do governo uma proposta efetiva sobre a previsão orçamentária do Plano.

Sintrajud/SP – A greve em São Paulo continua firme e hoje [01] a assembléia geral aprovou a permanência na greve por tempo indeterminado até que a reivindicação da categoria seja atendida. A próxima assembléia geral será terça-feira que vem, 6 de junho. A adesão no TRE é de 70%. No TRF, a greve cresceu e o setor de protocolo não está funcionando. 100% das turmas e 90% dos 47 gabinetes estão em greve. No setor administrativo, a adesão é de cerca de 30%, mas o sindicato e os grevistas estão fazendo arrastões para aumentar o movimento. Na Justiça do Trabalho a greve continua forte, sendo que no prédio da Barra Funda, 70% dos servidores estão com as atividades paralisadas. No segmento dos oficiais de justiça, a adesão ao movimento é de 80%. No interior, a greve atinge os servidores da Justiça do Trabalho de Franco da Rocha, Ribeirão Pires, São Bernardo, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Taboão da Serra, Guarulhos, Cubatão [Distribuição parada], Guarujá, São Vicente, Diadema, Osasco, Cotia, Suzano [oficiais de justiça], Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes e Barueri. Na Justiça Federal, estão em greve os servidores de Líbero Badaró, Santos, São Carlos, Taubaté, Jaú, Santos, Ribeirão Preto, São Bernardo e Franca [1 hora por dia].

Sindiquinze/SP – A greve na 15ª Região continua crescendo. Segundo o sindicato, o movimento atinge quase 90 varas trabalhistas e a repercussão no atendimento chega a 278 cidades. O sindicato espera alcançar 100% de paralisação. A greve no TRT da 15ª Região atinge as seguintes cidades: Limeira, Franca, São João da Boa Vista, Pindamonhangaba, Presidente Prudente, Araras, Itatiba, Jundiaí, Ubatuba, Piedade, Caraguatatuba, Fernandópolis, Jales, Marília, Taquaritinga, José Bonifácio, Guaratinguetá, Aparecida, Lorena, São Carlos, Bauru, Piracicaba, Ribeirão Preto, Campinas, Sorocaba, Jaboticabal, Cajuru, Cravinhos, São José dos Campos, Americana, Sertãozinho, Indaiatuba, São José do Rio Preto, Assis, Garça, Tanabi, Capão Bonito, Jaú, Lençóis Paulista e Taubaté.

Sindjufe/BA – Na Justiça do Trabalho, a greve é total nas varas trabalhistas da capital e do interior. Também há greve, com boa adesão, no setor administrativo do TRT, em Salvador. As audiências foram adiadas. No TRE, os servidores decidiram fazer um revezamento durante dois dias, sendo que hoje, ficou em greve uma parte dos servidores, e na sexta-feira, a paralisa as atividades a outra parte do quadro de funcionários em greve. Essa decisão tem o objetivo de evitar uma pretensa acusação, por parte da administração do órgão, de abandono do emprego, uma vez que os servidores estão em greve desde o dia 5 de maio. Na segunda-feira, [05], a paralisação no TRE volta ao normal, com boa adesão da categoria. Em assembléia de hoje [31], os servidores da Justiça Federal decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira, 2 de junho.

Sintrajufe/RS – A categoria gaúcha retomou a greve a partir desta quarta-feira, 31 de maio. A expectativa do sindicato é que a greve cresça nos próximos dias, sendo que a maior adesão é na Justiça do Trabalho. Hoje [01/06], o Sintrajufe/RS realizou uma assembléia de avaliação, no auditório do prédio das varas trabalhistas. No encontro, foi aprovado, por unanimidade, a continuidade da greve por tempo indeterminado. Amanhã, 2 de junho, acontece um ato público em frente ao TRE, às 15h. Na próxima quarta-feira, 6 de junho, será realizada nova assembléia geral, em local a ser definido.

Sintrajusc/SC – A assembléia estadual de Santa Catarina, realizada ontem à tarde [31] no TRT, decidiu por ampla maioria manter a greve por tempo indeterminado. Hoje [01/06], os servidores avaliaram novamente os rumos do movimento e for verificado que a greve cresce em Santa Catarina. A greve em Florianópolis já atinge os seguintes setores: no TRT, vários gabinetes, distribuição, protocolo, Ascom, Selat, Secar, Saser, segurança, motoristas, telefonistas, informática. Em reunião realizada ontem, os Oficiais de Justiça da Central de Mandados deliberaram cumprir um mandado por dia até o fim da greve. Nas varas trabalhistas, há paralisação total nas 5ª, 6ª, e 2ª varas; e parcial nas 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 7ª varas. A Justiça Federal trambém está na greve na capital, com grande participação dos servidores da informática. No interior, servidores da 1ª e 3ª varas trabalhistas e Distribuição de Criciúma entraram em greve. Os servidores da vara do trabalho de Imbituba decidiram retornar à greve a partir de hoje. Em Joinville, o setor de Informática parou completamente. Em Mafra, pararam 14 dos 15 servidores. Em Curitibanos 100% dos servidores da Vara do Trabalho parou. Em Chapecó, a maioria dos servidores das duas varas do trabalho, da Distribuição e da Central de Mandados decidiu parar. E em Camboriú, servidores da vara trabalhista estão na greve a partir de hoje.

Sintrajufe/PI – Durante a manhã de hoje [01], os servidores do Judiciário Federal no Piauí, reunidos em frente ao Fórum Trabalhista Osmundo Pontes, decidiram continuar em greve por tempo indeterminado. O sindicato constatou novas adesões na Justiça do Trabalho, onde a greve é mais forte. A assembléia de avaliação de hoje deliberou pela concentração amanhã, novamente, em frente ao Fórum Osmundo Pontes. Entretanto, a partir das 9h, os servidores do TRT vão para o prédio sede da Justiça Federal para reforçar a paralisação no órgão.

Sintrajuf/PE – A greve na Justiça do Trabalho em Pernambuco cresceu de ontem para hoje. A adesão nas varas trabalhistas na capital é de quase 100% e hoje várias varas do interior entraram na greve. No TRT, também tem greve no setor administrativo e em vários gabinetes de juízes. Na Justiça Eleitoral, a greve continua, mas o sindicato avalia que é preciso aumentar a participação dos servidores. Para isso, está sendo feito um trabalho mais intenso no TRE. Já os trabalhadores do TRF deliberaram parar por duas horas a partir da segunda-feira [5/06]. Hoje à tarde, os servidores dos três órgãos participaram do ato público unificado dos servidores públicos federais, que reivindicou do governo o cumprimento dos acordos firmados durante as campanhas salariais específicas de várias categorias do funcionalismo federal.

Sindijufe/MT – Os três órgãos [TRE, TRT e JF] do Judiciário em Mato Grosso estão com os trabalhos paralisados desde ontem [31] e a expectativa do sindicato é que a adesão cresça nos próximos dias. A greve na capital está forte. Os servidores da Justiça Federal de Rondonópolis também entraram no movimento grevista a partir de hoje. O sindicato realiza assembléia unificada amanhã, 2 de junho, às 13h, no prédio do TRE.

Sinje/CE – Os servidores da Justiça Eleitoral iniciaram nesta quarta-feira greve por tempo indeterminado. Segundo avaliação do sindicato, a adesão atual representa cerca de 45% dos servidores lotados na capital. O sindicato está atuando para conseguir uma maior adesão dos servidores lotados nos cartórios eleitorais da capital e do interior.

Sintrajufe/MA – A assembléia realizada hoje [01/06] pelo Sintrajufe/MA, com os servidores do TRE, deliberou pela entrada na greve nacional por tempo indeterminado a partir de segunda-feira, 5 de junho. Na Justiça Federal, hoje foi o segundo dia de greve, no qual o número de trabalhadores que aderiram à paralisação aumentou em relação ao dia de ontem. A assembléia decidiu pela manutenção do movimento paredista no órgão. Já os trabalhadores do TRT/MA iniciaram hoje sua participação na greve nacional. A expectativa é que amanhã [02/06] mais servidores possam aderir ao movimento, já que a decisão da categoria também foi pela manutenção da greve.

Sindjuf/PA-AP – A greve no Pará e no Amapá está cada vez mais forte, com novas adesões a cada hora, segundo informou o Sindjuf/PA-AP. No TRT da 8ª Região a autenticação de processos está paralisada, tendo em vista que os servidores da Central de Mandatos, protocolo e da Distribuição estão de braços cruzados. A maioria das 16 varas de Belém está funcionando com o mínimo de funcionários. Três das quatro varas do município de Ananindeua, o segundo maior do Estado, paralisaram suas atividades. Os servidores da 4ª vara devem aderir o movimento nesta sexta-feira. No TRE-PA, o número de servidores em greve aumentou de ontem para hoje, num movimento de adesão crescente. Cerca de 70 servidores permaneceram no hall do Tribunal participando de programação cultural e palestras.

Sitraemg/MG – A greve em Minas Gerais está tendo novas adesões no interior do estado, além da participação dos servidores de Belo Horizonte. Já são 12 cidades onde os servidores estão com as portas fechadas e outras 9 terão assembléias para aprovar a paralisação das atividades. As cidades que já aprovaram a greve em Minas são as seguintes: Belo Horizonte, Varginha, Uberaba, Três Corações, Poços de Caldas, Teófilo Otoni, Itabira, Ubá, Montes Claros, São Sebastião do Paraíso, Alfenas, João Monlevade e Araxá. Onde os servidores vão fazer assembléias para decidir a entrada no movimento grevista são: Curvelo, Divinópolis, Itabira, Itajubá, Itaúna, Ituiutaba, Uberlândia, Juiz de Fora e Pouso Alegre.

Sisejufe/RJ – A greve do Rio de Janeiro ganhou peso e teve um dia de forte paralisação da categoria, nos principais órgãos da capital. A unidade da Justiça Federal da Avenida Rio Branco manteve a greve por tempo indeterminado, com avaliação diária, tendo boa participação da categoria e uma assembléia com cerca de 90 pessoas, ao fim do dia. A Justiça Federal da Avenida Venezuela faz paralisação de duas horas amanhã, de 10h às 14h. O TRF paralisou de 10h às 14h, com cerca de 80 pessoas na assembléia, manteve a paralisação para amanhã. No TRE, acontece paralisação de duas horas, a partir de amanhã, das 14h30 às 16h30. No TRT, na assembléia unificada realizada na rua do Lavradio, os servidores delcidiram fazer uma vigília, na próxima terça-feira, durante a votação do PCS na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. De acordo com o Sisejufe/RJ, a adesão da greve foi maior do que a registrada nos piquetes, já que em alguns cartórios o balcão ficou fechado, sem atendimento ao público.

Sindjuf/PB – Hoje [01] pela manhã, em assembléia nas Varas do Trabalho da capital, os servidores decidiram fechar todos as portas, apagaram as luzes e saíram em passeata para mobilizar os servidores da sede do TRT. Em frente ao prédio do tribunal, com carro de som, os grevistas chamaram todos os servidores para descer e fazer uma outra assembléia. Com isso, os funcionários do TRT aderiram à paralisação. Em seguida, os grevistas foram para o prédio do TRE da Paraíba para convocar os colegas a paralisar suas atividades desde agora. O sindicato espera que os servidores da Justiça Eleitoral continuem as paralisações. No interior, as Varas do Trabalho já estão aderindo e a expectativa é que amanhã os foruns eleitorais da capital e de Campina Grande entrem, também, na paralisação. O sindicato fará piquetes nas varas do trabalho, no TRT e na Justiça Federal, orientando os servidores a se dirigirem para o TRE.

Sinjuspar/PR – Os servidores da Justiça Federal em Curitiba decidiram seguir o calendário de luta indicado pelo Comando Nacional de Greve e deliberaram fazer greve por tempo indeterminado. O Sinjuspar/PR espera reforçar e intensificar o movimento com maior adesão dos servidores da capital e do interior. No interior do Paraná o quadro de greve pela aprovação do PCS também é bom. Em Londrina, os servidores já estão em greve, assim como em Foz do Iguaçu, onde mais de 70% dos servidores aderiram ao movimento paredista. Em Francisco Beltrão e Ponta Grossa, foi definido, em assembléia realizada ontem [31], aderir à greve a partir de hoje [01].

Sitraam/AM – Os servidores da Justiça do Trabalho do Amazonas retomaram a greve a partir desta quarta-feira. A tendência é que, também na JE, os servidores decidam paralisar as atividades.

Sinjufego/GO – Os servidores da Justiça Federal em Goiás entraram hoje [01] em greve por tempo indeterminado e a assembléia desta tarde decidiu manter o movimento. A adesão é positiva, segundo o Sijufego. Os servidores do TRE e TRT continuam as mobilizações pela aprovação do PCS e, das 14 às 16 horas, fazem mobilizações para construir a greve nos dois órgãos. Amanhã [02] tem assembléia no TRT, às 13h; na Justiça Federal, às 14h; e no TRE, às 17h.

*Sindjus/AL – Em assembléia realizada na manhã de ontem [31], os servidores do TRE aprovaram paralisar os trabalhos por 48 horas nos próximos dias 6 e 7 de junho [terça e quarta-feira]. As assembléias do TRT e da Justiça Federal foram transferidas para a manhã de sexta-feira, 2 de junho.

*Sintrajurn/RN – Os servidores do Judiciário Federal no Rio Grande do Norte também aderiram ao movimento nacional pela aprovação do projeto que revisa o PCS da categoria. Nesta quarta-feira 31, o Sintrajurn conseguiu mobilizar os servidores e realizar um ato em frente ao TRT. A participação foi considerada muito boa e muitos servidores paralisaram suas atividades a partir das 10h. Hoje, às 15h, o sindicato realizou assembléia no auditório da Justiça Federal [até o fechamento deste quadro, a Fenajufe ainda não tinha informações do resultado da assembléia]. Amanhã [02/06] acontece uma assembléia, às 10h, no TRT, e às 13h, em frente ao TRE. As assembléias setoriais vão deliberar sobre a greve por tempo indeterminado no Judiciário Federal no Rio Grande do Norte.

**Sinpojufes/ES – Os trabalhadores das Varas Trabalhistas da capital do Espírito Santo vão pararam hoje por uma hora, de 13h às 14h. Já os servidores da 2ª Instância da Justiça do Trabalho e a Justiça Federal paralisam os trabalhos por duas horas, de 12h às 14h, até que se delibere greve por tempo indeterminado.

*Estado que aprovaram paralisação para a próxima semana e que ainda fazem assembléias para decidir a entrada no movimento grevista.
**Estados que realizam paralisações parciais.

Da redação – Leonor Costa/Fenajufe