Greve continua em São Paulo com assembléia na sexta-feira


A assembléia estadual realizada (ontem) em frente ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo aprovou a continuidade da paralisação pelo Plano de Cargos e Salários. Foi aprovado por ampla maioria manter a greve até, pelo menos, a próxima sexta-feira (30) com a realização de nova assembléia para avaliar o andamento das negociações em Brasília. Ao final da votação foi reafirmado o compromisso de que a decisão pela manutenção da greve é um compromisso de todos os servidores.
A deliberação teve por objetivo pressionar o governo e a Câmara a garantir o compromisso assumido com a categoria de não mais obstruir a pauta de votações e a colocação do projeto que revisa o PCS [PL5845/05] para tramitar em regime de urgência. Os servidores também querem que o comando esteja mais fortalecido para negociar com o Tribunal Superior Eleitoral a reversão do desconto dos dias parados determinado pela administração do Tribunal Eleitoral em São Paulo.
Pouco antes da votação pela continuidade do movimento, os servidores se manifestaram em relação à proposta apresentada pelo governo em acordo com a cúpula do Judiciário. Houve apenas três abstenções na assembléia dos mais de 400 servidores presentes.

Fonte: Sintrajud/SP