Governo deve fechar proposta até amanhã


Por Marcela Cornelli

A Fenajufe participou ontem de uma reunião com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, onde foi discutido o projeto de lei de aumento da GAJ de 12 para 30%. Na audiência, o diretor da Fenajufe, Roberto Policarpo, que representou a federação, explicou ao ministro a luta da categoria pelo aumento do percentual da GAJ, que mantém uma defasagem de 18% em relação à gratificação dos servidores do MPU. O Diretor também contestou a proposta do governo federal a alguns setores do funcionalismo público federal, que excluiu os servidores do Judiciário, deixando-os com um reajuste zero que é inaceitável para a categoria.

O representante da Fenajufe ressaltou a Dirceu que a proposta foi acordada entre o presidente do STF, ministro Nelson Jobim, e os demais presidentes dos tribunais superiores, e que só falta uma posição do governo. A Fenajufe deixou claro que, enquanto não chegarmos a um acordo, a greve, que atinge vários estados do país, continuará.

Em resposta às colocações da Fenajufe, José Dirceu disse que está acompanhando os debates em torno da proposta e garantiu que ainda ontem iria entrar em contato com os ministros Antônio Palocci, da Fazenda, e Guido Mantega, do Ministério do Planejamento. Ele espera que até hoje, a equipe econômica do governo feche uma contraproposta, que deverá ser apresentada ao presidente Lula até a amanhã, sexta-feira. Segundo Dirceu, depois do posicionamento de Lula, o Executivo deve apresentar a contraposta oficialmente ao Judiciário. Apesar de ter considerado justa a reivindicação dos servidores e garantido que o governo está aberto a discutir a proposta, Dirceu considerou que o montante necessário para implementar integralmente o aumento da GAJ é bastante alto.

Fonte: Fenajufe