Fenajufe orienta que sindicatos convoquem assembleias até amanhã para discutir contraproposta sinalizada pelo STF


Os coordenadores da Fenajufe Zé Oliveira, Antônio Melquíades (Melqui) e Jean Loiola se reuniram na manhã desta quarta-feira (29) com o diretor geral do Supremo Tribunal Federal (STF), Amarildo Viana, oportunidade em que debateram a proposta de revisão salarial dos servidores do Judiciário Federal. Segundo Amarildo, em reunião na tarde desta terça-feira (28) com o secretário de Relações de Trabalho do Ministério do Planejamento, Sérgio Mendonça, os representantes do STF apresentaram alternativas que buscavam ampliar o percentual referente ao impacto na folha de pagamento, para além dos 15,8% proposto pelo Palácio do Planalto. Sérgio Mendonça, em reunião no mesmo dia, levou essa proposta à ministra Miriam Belchior, que a rejeitou de imediato, afirmando que o governo mantinha o índice de 15,8%, a ser implementado em três anos, até 2015. Amarildo informou aos coordenadores da Fenajufe que por volta das 22 horas, o próprio ministro Ayres Britto entrou em contato com Belchior para reforçar a defesa da alternativa sugerida pelo STF. De acordo com o DG do Supremo, na conversa com a ministra do Planejamento não houve avanço em relação à melhoria da proposta.

Diante dessa negativa por parte do governo, o diretor geral informou à Fenajufe que o STF buscou, com base no limite da negociação com o governo, chegar a uma melhor alternativa de reajuste para os servidores. Amarildo informou que a alternativa a ser trabalhada é o aumento do percentual da GAJ (Gratificação de Atividade Judiciária) e a extinção de dois padrões iniciais de cada cargo, em relação aos 15 padrões atuais. Além disso, o STF também informou que vai trabalhar pela aprovação do PL 319/07, que tramita na CFT (Comissão de Finanças e Tributação) e garante o adicional de qualificação para os técnicos judiciários.     

Assembleias para avaliar cenário  

A Fenajufe encaminhou em anexo ao Informa a tabela que está sendo trabalhada pelo STF e orienta que os sindicatos realizem assembleias hoje ou no máximo amanhã (30) para avaliar o seu conteúdo com a categoria. As decisões das assembleias serão trazidas para a reunião ampliada da Fenajufe na sexta-feira, 31 de agosto, para debate e deliberação dos delegados de todos os estados.

Reunião com Ayres Britto

A Fenajufe terá na noite desta quarta-feira (29) uma reunião com o ministro Ayres Britto para tratar das negociações sobre o PCS. No encontro, os coordenadores da Federação vão reafirma a defesa do PL 6613/09 e reforçar a reivindicação da categoria para que haja avanços na contraproposta apresentada pelo governo.

Após essa reunião, o Comando Nacional de Greve se reunirá na Fenajufe, ainda hoje, para avaliar o quadro e definir outros encaminhamentos.

Proposta (13 downloads)