Fenajufe continua buscando informações no STF sobre resultado de reunião entre Ayres e Dilma


A Fenajufe tem procurado, ao longo desta terça-feira [24], informações junto ao Supremo Tribunal Federal para saber, oficialmente, os desdobramentos da reunião ocorrida na tarde desta segunda-feira [23] entre a presidenta da República, Dilma Rousseff, e o presidente do STF, ministro Ayres Britto. Embora haja informações de que a reunião de fato ocorreu no Palácio do Planalto, nem o Supremo e nem a Presidência da República divulgaram, ao certo, o conteúdo da conversa entre os dois chefes de poderes.

Alguns portais de notícias da grande imprensa publicaram informações sobre a reunião, mas a Federação busca informações oficiais no STF, sem ainda conseguir retorno. De acordo com as notícias divulgadas, a revisão salarial dos servidores do Judiciário Federal teria sido objeto de debate entre os dois presidentes.

A Fenajufe protocolou, na semana passada, pedido de audiência no STF e espera que a mesma seja agendada para o mais breve possível, embora haja a informação de que o ministro viajaria nesta terça-feira, só retornando à Brasília na sexta-feira, dia 27. O objetivo é saber efetivamente o que foi tratado nessa terceira reunião com Dilma desde que Ayres Britto assumiu a presidência do Supremo.

Mobilização em todo o país e reunião no dia 28
Independentemente do conteúdo da reunião entre o ministro Ayres Britto e a presidenta Dilma, a Fenajufe mantém sua orientação para que a categoria mantenha a mobilização em todo o país e se prepare para as próximas atividades que serão realizadas em nível nacional. Para avaliar os últimos fatos envolvendo os PCSs, o andamento das conversas entre o STF e o governo federal e discutir o indicativo de greve para a primeira quinzena de agosto, a Fenajufe se reunirá no dia 28 de julho, próximo sábado, com um representante de cada sindicato, em Brasília. A convocatória da reunião já foi encaminhada na última sexta-feira [20] e a Fenajufe explica que os sindicatos que já tiverem condições devem debater o indicativo de greve com os servidores em assembleias e trazer a avaliação para a reunião no sábado.

“A Fenajufe, ao longo dessa semana, continuará buscando informações sobre essa reunião de ontem do ministro Ayres com a presidenta Dilma. Esperamos ter algum retorno até o dia 28 para podermos fazer uma avaliação mais precisa com os sindicatos de base. Enquanto isso, em todo o país a categoria já deve começar a discutir o indicativo de greve a partir da primeira quinzena de agosto”, orienta o coordenador geral Zé Oliveira.