Fenajufe apóia Dia da Luta Antimanicomial, com atividades em todo o país


Nesta segunda-feira, 18 de maio, profissionais e ativistas da área de saúde mental realizam atos em todo o país para marcar o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. De acordo com o Conselho Federal de Psicologia [CFP], em 2009, esta luta, iniciada no II Congresso Nacional dos Trabalhadores em Saúde Mental, completa 22 anos.

“A causa se tornou eixo de um amplo movimento social. Como um de seus resultados, temos hoje a definição legal da Reforma Psiquiátrica, ainda em fase de implementação”, afirma o CFP.

Diversas atividades serão promovidas pelos Conselhos Regionais e por núcleos do Movimento Antimanicomial para marcar a data, sensibilizar a cultura pela causa antimanicomial e também para buscar os avanços necessários à implementação de um modelo de atenção efetivamente antimanicomial. “No campo da Psicologia, queremos ainda marcar a posição da profissão diante da questão dos princípios orientadores da atenção à saúde mental no país”, informa o Conselho.

O Conselho Federal de Psicologia explica, ainda, que o movimento de luta antimanicomial considera que a loucura pode e deve ter o seu lugar no mundo, que as subjetividades individuais contribuem na construção do todo social e que a aceitação das diferenças, sejam elas quais forem, faz parte do ideal de democracia da sociedade.

De acordo com o CFP, já se constatou que não há mais espaço para instituições de cuidado focadas no isolamento, pois se sabe que o convívio comunitário e a interação social são fundamentais para todos os seres humanos. Para garantir saúde mental, é preciso garantir o protagonismo social e a condição de cidadania daqueles que trazem como questão o sofrimento psíquico.

Na avaliação do coordenador geral da Fenajufe Ramiro López, a Federação deve incentivar e apoiar organizações que lutam pelo cumprimento de qualquer direito humano e nesse contexto se insere o trabalho realizado pelos militantes da causa antimanicomial. “A Fenajufe entende que a luta pelos direitos humanos deve ser de todos, incluindo os trabalhadores do Judiciário Federal e MPU. Esperamos que as mobilizações de hoje tenham ressonância em nível nacional e orientamos que os nossos sindicatos divulguem essa agenda em seus veículos de comunicação”, afirmou Ramiro.

Sheila Tinoco, coordenadora de comunicação, tem acompanhado essa campanha do CFP e afirma que pessoas que sofrem de transtornos e sofrimento psíquicos devem ser inseridas no meio social e terem garantido o exercício de sua cidadania. Sheila acredita que essa inserção não se dará por meio do isolamento, infelizmente ainda praticado em muitas instituições de saúde mental. “Nesse sentido, a luta anticomanicomial é necessária e deve ter o apoio de todos os setores que lutam por uma sociedade mais justa, por inclusão social e também pelo cumprimento dos direitos humanos”, reforça.

Confira abaixo a programação de alguns dos Conselhos Regionais de Psicologia e de suas organizações parceiras para esta segunda-feira, 18 de maio.

Minas Gerais [CRP 04]
Em Montes Claros, na segunda-feira, 18, acontece uma passeata que terá início às 8h da manhã em frente à Prefeitura Municipal e será encerrada com apresentações artístico-culturais. Já estão ocorrendo atividades como exposição de trabalhos das oficinas terapêuticas do serviço de saúde mental, grupos de conversação para os usuários e trabalhadores de Saúde Mental.

Em Governador Valadares, no dia 18 haverá atividades de lazer e culturais na Praça dos Pioneiros – Centro, além de mesas redondas.

Em Juiz de Fora, a programação começa dia 16 e inclui shows, painéis informativos, varal de poesia e exposições de pintura.

http://www.conselhodepsicologiamg.org.br/GeraConteudo.as?materiaID=963

Pernambuco [CRP 02]
Em Pernambuco, o CRP apoia o Núcleo Estadual da Luta Antimanicomial que realizará no dia 18 de maio uma passeata pelas ruas do Recife em favor do movimento. A caminhada tem início no Parque 13 de maio e segue em direção ao Marco Zero.

Rio de Janeiro [CRP 05]
O CRP realizou atividade de comemoração ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial na sexta-feira, 15 de maio, na Cinelândia, Centro do Rio. O encontro, que teve apoio do Núcleo Estadual do Movimento da Luta Antimanicomial. Durante a tarde, houve apresentação da banda Sistema Nervoso Alterado e do Grupo de Teatro do Oprimido do Hospital Heitor Carrilho, além do Desfile das Camisas de Força Sociais.

http://www.crprj.org.br/2009050605.asp

São Paulo [CRP 06]
Na capital, acontece a I Feira de Saúde Mental e Economia Solidária, debates e exibição do filme Sobreviventes. Em Sorocaba, a programação conta com debate sobre a Reforma Psiquiátrica na Câmara Municipal.

http://www.crpsp.org.br/crp/Default.aspx

Goiânia [CRP 09]
O Fórum Goiano de Saúde Mental promove manifestações públicas, atividades culturais e debates ao longo de maio.

A Passeata Maluco Beleza será uma manifestação pública político/cultural para marcar a data e fortalecer a luta por uma sociedade sem manicômios.

Uma mostra de vídeos e o Seminário – A Crise: Desafio Estratégico da Reforma Psiquiátrica também estão na programação.

Confira a programação, que segue até 21 de maio em
http://www.crp09.org.br/pt-br/site.php?secao=noticias&pub=743

Santa Catarina [CRP 12]
Em Santa Catarina, está previsto para 6 de junho o I Encontro dos Movimentos Sociais na Luta Antimanicomial.

No dia 18 de maio haverá programação cultural em Florianópolis, realizada pelo Núcleo Florianópolis do Movimento Nacional da Luta Antimanicomial, com debates e exibição de filmes.

http://www.crpsc.org.br/?open_pag&pid=257

Bahia [CRP 03]
No CRP, que agrega os estados da Bahia e Sergipe, a programação vai do dia 18 ao dia 23 de maio. No dia 23 de maio às 9h30 acontecerá a II Parada do Orgulho Louco. Em Salvador, a caminhada sairá do Cristo em direção ao Farol da Barra e será sucedida por uma feira de artesanato.

Fonte: CFP