Deputados pedem vista ao PCS


Conforme a Fenajufe tem reiterado vários vezes, o fato do PCS estar na pauta da CFT não garante sua aprovação

BRASÍLIA – 10/05/06 – Na sessão desta manhã da Comissão de Finanças da Câmara dos Deputados, os deputados Vignatti [PT/SC], José Pimentel [PT/CE], André Figueiredo [PDT/CE] e Luiz Carlos Hauly [PSDB/PR] pediram vista ao PL 5845/05, que reestrutura o PCS dos servidores do Judiciário. O PCS foi a segunda matéria a ser apreciada, depois da votação do projeto que reajusta o salário dos trabalhadores do Tribunal de Contas da União.

Depois de iniciada a apreciação do PL, o deputado Vignatti foi o primeiro a apresentar seu pedido de vista, seguido dos outros três parlamentares. O deputado considerou justa a reivindicação da categoria, mas falou que era necessário mais uma semana para continuar o debate sobre o projeto e conseguir fechar um acordo que garanta sua aprovação, na sessão da próxima quarta-feira, 17 de maio. “Os membros desta Comissão sabem do meu compromisso com os servidores públicos”, disse Vignatti. Ele e os outros deputados que pediram vista se comprometeram a trabalhar nesta semana para garantir a aprovação do projeto na próxima quarta.

Em seguida, o relator do projeto, deputado Geddel Vieira Lima [PMDB/BA], reafirmou que tem atuado, desde que recebeu a relatoria do projeto, para conseguir fechar as negociações em relação à previsão orçamentária necessária a implementação do Plano. Geddel disse que não bastaria aprovar o projeto, pois para sua efetiva implementação é fundamental a dotação no Orçamento. O relator garantiu ainda que vai continuar se empenhando para fechar o acordo entre os três poderes até a próxima semana, com o objetivo de conseguir aprovar o PL 5845/05.

Após à apreciação do PCS, com os pedidos de vista acatados pela presidência da mesa da sessão, os servidores do Distrito Federal que acompanhavam a sessão no auditório Nereu Ramos, por meio de um telão, se reuniram para avaliar o resultado da sessão e discutir os rumos do movimento. A reunião, liderada pelo coordenador geral da Fenajufe e do Sindjus/DF, Roberto Policarpo, indicou a continuidade da greve por tempo indeterminado até a aprovação do Plano. A assembléia geral do Sindjus/DF que vai ratificar a continuidade da greve será às 15h, na Praça dos Tribunais Superiores.

Acompanharam a sessão de hoje na Câmara dos Deputados mais de 1500 servidores do DF, além das outras delegações que vieram dos estados, como Rio Grande do Sul, Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo, Campinas, Pernambuco, Santa Catarina, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Paraíba, Pará, Amapá e Piauí.

O Comando Nacional de Greve se reúne neste momento, na sede da Fenajufe, para discutir as estratégias de atuação nos próximos dias.

Da redação – Leonor Costa/Fenajufe