Debates na tarde de hoje


No período vespertino as teses apresentadas foram: “Por um sindicato autônomo e independente de governo e partidos políticos”, “oposição sindical luta Sintrajusc”, “Sintrajusc para todos” e a proposta de regimento do núcleo dos agentes de segurança do poder judiciário federal de Santa Catarina.
 
Os servidores discutiram partes do livro O juiz sem a toga, de Herval Pina Ribeiro, fruto do projeto Trabalho e Saúde dos servidores do Judiciário de Santa Catarina. O grupo 1 debateu “A historicidade da morbidez do trabalho” e “A morbidade do trabalho no Brasil”, o grupo 2 “A saúde como bem público”, “Uma saga mal contada” e “LER: um emblema de adoecimento do trabalho contemporâneo” e o grupo 3 “Adoecimento e sociabilidade e os movimentos sindicais pela saúde”.
 
 “Os adoecimentos coletivos do trabalho contemporâneo habitualmente estão fora das estatísticas vitais oficiais. O intrigante não é a reação orgânica individual, mas a mesma reação em muitos trabalhadores, quase que simultaneamente, a simular uma epidemia endemia, com sintomas, sinais e, por vezes, lesões”. Trecho do livro O juiz sem a toga, de Herval Pina Ribeiro.