CUT/SC distribui nota à população denunciando manobras privatistas do governo Luiz Henrique


A direção estadual da Central Única dos Trabalhadores de Santa Catarina (CUT/SC) distribuiu nota à população nesta quarta-feira, 31, denunciando a política de precarização do serviço público, privatização das estatais e municipalização dos serviços essenciais, especificamente CASAN e a CELESC, em andamento no Estado, no governo de Luiz Henrique. A nota, na íntegra abaixo, pede que a população reflita sobre as conseqüências dessa política para o Estado.

NOTA AO POVO CATARINENSE

A Central Única dos Trabalhadores de Santa Catarina dirige-se à população para reforçar sua posição contrária à política de precarização do serviço público, privatização das estatais e municipalização dos serviços essenciais, especificamente ao processo contra a CASAN e a CELESC , em andamento no Estado.
Enfatizamos nosso compromisso com os interesses do povo de Santa Catarina – a luta pela manutenção dos serviços públicos, e de qualidade, um princípio histórico da CUT. Para tanto, não serão aceitos subterfúgios que venham justificar a política de desmonte das empresas públicas.
Enfim, cabe-nos alertar sobre o ônus da privatização, ação condenada em razão das desastrosas conseqüências em setores os quais já passaram pelo processo, em nada contribuindo para a melhoria dos serviços que agora vêm sendo administrados por empresas privadas, além de extinguir milhares de empregos, não mais recuperados. Portanto, reflitam!

Florianópolis, 31 de agosto de 2005.

Direção Estadual